Produzido durante o isolamento social, projeto inclui um curta-metragem com a participação de 14 de personalidades.

FacesOlhar para o rosto de um amigo acalenta a alma, Alexandre Elias partiu dessa sensação para criar Faces, que, surpreendentemente, mistura cinema, pintura e música ao retratar rostos de 14 personalidades nacionais. O lançamento será dia 6 de agosto, às 20h.

A exposição on-line retrata o rosto de personalidades que, certamente, representam o melhor do Brasil como Chico Buarque, Paulo Betti, Deborah Colker, Carlinhos Brown, Zezé Motta, Eliane Giardini, Candice Carvalho, Rita Von Hunty, Cissa Guimarães, Lázaro Ramos, Toni Platão, Marcos Breda, Silvia Buarque e Nelson Motta.

Produzido durante a pandemia, Alexandre Elias conta, “Estava em casa meio deprimido, isolado, e de repente vi o rosto do Paulo Betti em uma entrevista no programa do Bial. Aquilo mudou o meu dia. Ver o rosto de um amigo, mesmo que pela tela da televisão, me trouxe um conforto enorme. Me deu vontade de olhar para o rosto de todos os meus amigos e compartilhar isso com o público. Eles são a face do Brasil que eu sempre quis e admirei e que está se perdendo”, diz. Surgia aí a ideia de FACES.

Assim, Alexandre mandou uma mensagem pelo WhatsApp para vários amigos com rostos conhecidos do público perguntando se topariam gravar um minuto de vídeo sem fala, apenas olhando para a tela do celular. Ele reuniu os 14 vídeos em um curta-metragem de 23 minutos e criou uma trilha sonora inspirado nas expressões de cada artista e depois pintou cada um deles.

O álbum, aliás, estará em 150 plataformas de streaming, além disso, o curta-metragem será disponibilizado no Youtube e as pinturas no Instagram dele (@ale_elias). O pacote de FACES inclui também uma canção homônima na abertura do álbum. Alexandre assina a composição e empresta sua voz à música.

Para compor a trilha sonora, Alexandre Elias usou a técnica do Loop Collage. Trata-se da colagem de fragmentos de pequenas frases musicais aleatórias, samples, notas e sons, de artistas do mundo todo, que a disponibilizam para venda. “Criei a minha banda dos sonhos. Tem Omar Hakim, que gravou o último álbum do Daft Punk, tocando bateria, Larry Goldings, tecladista do Elton John, Charlie Hunter, guitarrista da Norah Jones, o saxofonista Bob Reynolds, percussões africanas da tribox, entre outras preciosidades”, revela ele.

“Neste trabalho, uso a estética do fragmento. O curta é uma colagem de vídeos completamente fragmentados. A música é uma colagem de loops. A pintura também é feita em pedaços, inspirada na estética do Picasso”, comenta. Outra referência foi a leitura, durante a pandemia, do livro “Vida em Fragmentos”, do sociólogo polonês Zygmunt Bauman.

As pinturas serão transformadas em gravuras e colocadas à venda pelo site da Galeria Alpha’a, de Nova York, e toda a renda será revertida para a APTR e para a Campanha União Musical.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here