Shadow se passa durante o século III, quando a China era dividida em três reinos, após sangrentas batalhas, os reinos ficaram em uma delicada estabilidade, contudo ela não vai durar. O ambiciosos rei de Pei move peças para seu objetivo misterioso, assim como um comandante ferido prepara sua sombra para a batalha final de sua vingança. Um escravo apenas tenta recuperar o que foi perdido, e duas mulheres tentam se fazer ouvidas neste mundo de homens.

Dirigido por Zhang Yimou (Herói , A Grande Muralha), Shadow apresenta a qualidade estética e de filmagem do diretor, mergulhado em palhetas de preto e cinza, como se uma grande sombra bloqueasse a luz do filme. Os ambientes são usados de forma magistral pela câmera, ainda que os cenários sejam poucos por boa parte do filme. As cenas de ação, no estilo fantástico de luta marcial, declara o estilo do diretor e lembra muito as coreografias que o mesmo usou em Herói.

É interessante notar que a trama inicialmente começa confusa, pois os nomes causam estranheza para um ocidental, contudo logo que as intrigas políticas vão se desenrolando, o enredo fica claro. O diretor conduz sua história em ritmo crescente, assim o que parecia ser um filme bonito e simples, torna-se um épico medieval. Aliás, o figurino também é impecável, e novamente para um ocidental, existe a dúvida se são vestimentas históricas da China ou fantásticas, essa dúvida, certamente, enriquece o imaginário que o filme cria.

O elenco conduz bem o papel de seus personagens. O comandante “sombra” de Deng Chao é controlado, disciplinado e honrado, em contrapartida, seu mestre é amargo, frio e tende à loucura já que está em constante proximidade com a morte. Já a personagem de Guan Xiaotong tem um arco de desenvolvimento decente, entretanto o mesmo não pode ser dito de Betty Sun, o que, aliás, acaba nos trazendo para o problema do filme. Além disso, no momento de maior clímax, o roteiro termina em aberto e de forma abrupta, totalmente fora do tom que a obra estava apresentando. Ainda assim é um filme belíssimo de se ver.

 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here