Nesta terça-feira, dia 21, a conversa de Pedro Bial é com a coreógrafa Deborah Colker sobre o novo espetáculo de sua companhia de dança. Chamada “Cura'”, a apresentação trata de ciência, fé, da luta para superar e aceitar os nossos limites, e do enfrentamento da discriminação e do preconceito. Aliás, a motivação principal da escolha pela temática é a luta da família para encontrar a cura para a doença genética de seu neto.

No papo com a coreógrafa, está também o rabino Nilton Bonder, que criou a dramaturgia da obra, cuja trilha sonora é original de Carlinhos Brown. Ao longo da entrevista, eles contam sobre o processo criativo do espetáculo e Deborah revela que Stephen Hawking foi uma de suas grandes inspirações.

Apesar das dores, Deborah procurou preservar a alegria necessária para viver. Foi durante a preparação, em Moçambique, que encontrou esse ingrediente. Ela incorporou ao espetáculo referências das três religiões monoteístas e elementos de culturas africanas, indígenas e orientais.

“O que a Deborah queria era a união de toda a civilização: do extremo maior da fronteira da engenharia genética, junto com todas as histórias e os mitos que possam oferecer alguma atadura, algum tipo de auxílio no momento em que você precisa”, observa Bonder.

No dia 25 de setembro, às 20h, o Globoplay transmite ao vivo e com sinal aberto para não assinantes do mundo inteiro ‘Cura’, da Cia de Dança Deborah Colker. A transmissão do primeiro espetáculo de dança ao vivo na plataforma será realizada diretamente da Cidade das Artes, no Rio de Janeiro, e conta com direção artística de LP Simonetti, direção geral de Angélica Campos e direção de gênero de Boninho. Além disso, após a live, o espetáculo ficará disponível na plataforma até o dia 2 de outubro.

“Esse espetáculo é uma democratização da dança, da arte nesse momento tão importante (…) Me dá uma alegria pensar que todo mundo vai poder ver”, celebra Deborah.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here