Livro faz referências aos protocolos implementados após o atentado de 11 de setembro.

A paixão da escritora norte-americana T.J. Newman pelos livros começou quando ela trabalhou como vendedora em uma livraria, porém, mais tarde, a autora acabou se tornando comissária de bordo, profissão que exerceu por mais de uma década, experiência que a inspirou a escrever o thriller “Em queda”, que acaba de ser lançado mundialmente e chega ao Brasil pela Editora Planeta.

O livro, que já é um best-seller nos EUA e figura na lista de mais vendidos do The New York Times, apresenta uma premissa simples, mas eletrizante: a família de um piloto é sequestrada por um terrorista trinta minutos antes da partida de um voo comercial para a cidade de Nova York. Para que a família sobreviva, ele deve bater com a aeronave. Prontos para embarcar?

No livro, o comandante Bill Hoffman se orgulha dos quase 25 anos dedicados à Coastal Airways. Sua esposa, Carrie, estava acostumada aos turnos do marido, mas não gostou nada quando soube que ele perderia a estreia do filho na temporada da Liga Juvenil, uma vez que havia prometido que estaria lá. Mas, quando seu comandante pede que você pilote um trecho como um favor pessoal para ele, não há como negar.

Tudo parecia correr bem para Bill, apesar de Carrie não ter telefonado. Da cabine de comando, ele e o copiloto trocavam informações com o controle de tráfico aéreo. Até que o laptop de Bill soou com a chegada de um email de Carrie, sem texto, apenas com uma foto anexada: a esposa e o filho tinham um colete de bombas ao redor do corpo.

“Em queda” é um thriller que vai deixar os leitores tensos até a última página. O livro faz diversas referências aos protocolos implementados após o atentado de 11 de setembro e teve os direitos comprados pela Universal Studios para uma adaptação cinematográfica.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here