Paulo FreireNo ano em que se celebra o centenário de nascimento do educador Paulo Freire (1921-1997), a Editora Expressão Popular, em parceria com o Sindicato dos Docentes das Universidades Federais do Estado do Ceará (ADUFC), lança a obra “Cenários da libertação – Paulo Freire na prisão”, no exílio e na universidade, de Clodomir Morais.

Organizado em 12 momentos vivenciados pelo autor, desde a ditadura militar em 1964, o livro foi escrito pelo jornalista Clodomir que teve seus direitos cassados após o golpe militar, quando foi preso e então passou a dividir cela com Paulo Freire, de quem tornou-se amigo próximo.

A partir do segundo cenário e nos momentos seguintes do livro, o autor descreve momentos de convivência com Paulo, trazendo histórias curiosas sobre as pessoalidades do educador, suas reflexões e vivências.

O educador e ativista social Sérgio Haddad conta que foi uma alegra saber da edição desta obra e participar como autor do prefácio do livro. “Clodomir de Morais e Paulo Freire foram de uma mesma geração, que passou pelos impactos de duas guerras, pelas consequências da crise de 1929, além de duas ditaduras no Brasil. Ambos foram levados ao exílio por suas posições políticas, por defenderem sociedades justas e respeitadoras de direitos no Brasil e em várias partes do mundo por onde passaram. Ambos se colocaram ao lado dos oprimidos e propuseram que a conquista da justiça social somente ocorreria por meio da organização e mobilização”, pontua o educador, no prefácio.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here