Viradão Cultural SuburbanoDepois de uma edição totalmente virtual em 2020, o Viradão Cultural Suburbano volta aos espaços culturais da cidade, ao mesmo tempo que terá sua terceira edição em formato híbrido este ano.

Nascido da união de coletivos culturais que atuam nos subúrbios, o Viradão Cultural Suburbano volta a ocupar ruas e praças, entre os dias 26 e 28 de novembro, em sua terceira edição.

A Arena Carioca Dicró, espaço cultural na Penha, não poderia ficar de fora desta programação, por isso integra a programação do Viradão Suburbana. Aliás, a coordenadora da Arena Carioca Dicró, Gisele Jacob, destaca a importância de fazer parte da programação do Viradão Suburbano.

“Com todos os desafios para retomar os projetos e realizar atividades culturais neste momento, é uma grande satisfação fazer parte da edição de 2021 do Viradão, que contará com diversas apresentações artísticas, evidenciando a qualidade e diversidade dos artistas locais envolvidos, como festival Leopoldina Hip Hop e Orquestra Maré do Amanhã”,

No dia 26 às 15h, o palco da Arena recebe o espetáculo infantil ‘Ceci e os Encantadores’. A peça conta a história de Ceci, uma garotinha suburbana e Lima Barreto, a quem na sua imaginação infantil, ela chama de Barretinho. História que permite apresentar para crianças a narrativa suburbana de Lima Barreto.

Já no dia 27, sábado, a partir de 10 horas acontece o espetáculo: “Sementinhas Espaciais”. A obra é uma intervenção musical que propõe uma aventura de dois alienígenas pela Terra em busca de sementes de água viva, as únicas capazes de trazer a cura para o seu planeta, devastado por um vírus ainda desconhecido.

No mesmo dia, a partir de 16 horas acontece a celebração pelos 4 anos do Festival Leopoldina Hip Hop. Criado em 2017, o LH2 – Leopoldina Hip Hop nasce da necessidade de fomentar a cena do Rap e da cultura Hip-Hop nas favelas e periferias da Região Metropolitana do Rio de Janeiro em espaços culturais.

Na programação, a cantora Shamilla, destaque na cena musical, seu estilo e letras buscam romper com a estrutura machista que domina o cenário do gênero artístico e provar o poder da mulher na linha de frente do Drill Music (estilo musical do hip hop).O rapper Loki experiente na cena hip hop, iniciou a carreira há 7 anos, nas batalhas de rimas e seu trabalho tem influências musicais do samba e do rock, além das DJs Pambelli e Germania

DJs e MCs irão subir ao palco da Arena Dicró para esse reencontro com o público. O evento acontece em formato presencial e também terá transmissão ao vivo pelo Youtube.

Já no dia 28 (domingo), a partir de 11 horas, a Arena Dicró recebe a Orquestra Maré do Amanhã. Com um repertório diversificado que vai desde músicas clássicas aos sucessos nacionais e internacionais, do Rock ao Funk, os jovens da Orquestra alegram a manhã de domingo.

Logo em seguida acontece a exibição do documentário Corpo que fala e apresentação do Passinho Carioca.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here