Depois de uma versão totalmente on-line, o Festival Internacional de Cinema Infantil (FICI) celebra o reencontro com seu público nas salas de cinema!

Inaugurada em 2020, a plataforma digital de streaming, que no ano passado recebeu quase 40 mil visitantes, apresenta mais de 70 títulos, entre inéditos e séries consagradas, de 11 a 19 de dezembro, também com acesso gratuito pelo site oficial do festival.

 O tradicional Fórum Pensar a Infância, que há 12 anos promove discussões sobre os rumos da produção, narrativas e linguagem infanto-juvenis, recebe, entre 14 e 16 de dezembro, expoentes do audiovisual e literatura para encontros moderados, com transmissão ao vivo pela plataforma digital do festival, sempre a partir das 17h.

 “Apesar do ano de 2020 ter sido difícil para todos com as restrições sanitárias impostas pela pandemia, conseguimos fazer nossa primeira edição digital, criando uma plataforma de streaming permanente e mais abrangente, ancorada na Copacabana Filmes, com excelentes resultados”, comemora Carla Camurati, co-criadora e diretora do FICI.

FICIPara marcar a volta às salas de cinema, o FICI programou três filmes inéditos, que fazem suas pré-estreias na abertura do festival. Tarsilinha, de Célia Catunda e Kiko Mistrorigo, que conta a história da uma menina que embarca em uma jornada fantástica para recuperar a memória de sua mãe. Já Tromba Trem – O Filme é o primeiro longa criado a partir da série homônima, sucesso no Cartoon Network e na Netflix com três temporadas, sobre as aventuras do elefante Gajah. E, por fim,  Poropopó, que conta a história de uma família de palhaços que deixa o circo em busca de uma vida melhor.

Completando a programação do dia 4, a Sessão Telecine apresenta a animação Os Croods 2: Uma Nova Era (2020), continuação das aventuras da primeira família humana na pré-história, desta vez em busca de um novo lugar para morar depois de ter sua caverna destruída.

A plataforma de streaming, que desde sua criação no ano passado conta com salas permanentes e temporárias, abriga também a programação on-line a partir de 11 de dezembro e o 12º Fórum Pensar a Infância, que este ano será terá como tema principal ‘A jornada do herói’, com três painéis por dia, de 14 a 16/12.

Em sua segunda edição, a mostra Novos Olhares reúne filmes, em sua maioria curtas e médias metragens, que têm em comum a participação de crianças e adolescentes na produção e realização, sob a tutoria de professores e profissionais do cinema, e criados a partir de oficinas e projetos pedagógicos de instituições de ensino como a Nossa Escola, Estúdio de Animação e o Programa Imagens em Movimento. Guardiões da Amazônia, Antes Tarde, Jurassic Palco e Na casa da bisa são os títulos deste ano.

O FICI Online irá espalhar sua programação por todos os canais digitais do festival com cinco vídeos de curtíssima duração, as Pílulas Web. A Folha, Ideia idiota e Duda não quer ouvir o parabéns são algumas das obras que serão exibidas apenas nas redes sociais.

O festival abre espaço também para as produções televisivas e da internet na mostra Melhores da Telinha, apresentando episódios de séries e filmes como “O Show da Luna”, ” Criaturas da noite”, entre outros. A mostra Cenas da Infância conta com trabalhos que retratam a vida de diferentes infâncias ao redor do Brasil e do mundo e neste ano exibe filmes que abordam como famílias, professores e crianças lidaram com os desafios do isolamento social, em Um Mundo Inteiro para Curar, entre outros.

Na mostra Pequenos que Nem Você, o  festival apresenta filmes direcionados à primeira infância. Clipes e canções são o foco da mostra Música e Imagem, para fazer o pequeno espectador cantar junto. E a mostra Histórias Contadas volta ao FICI com filmes que retomam a tradição da oralidade e da contação de histórias para os dias de hoje, como A Conselheira do Rei e João, Mayara e o Pé de Feijão, uma adaptação em formato de live do clássico João e o Pé de Feijão feita pela Associação Fernanda Bianchini, instituição que trabalha com deficientes visuais.

O Prêmio Brasil de Cinema Infantil recebeu a inscrição de 103 filmes em sua 14ª edição. A seleção final conta com 22 curtas, de 8 estados, divididos nas sessões Histórias Animadas (+ 6 anos), Histórias Curtas (+ 8 anos) e Mostra Teen (+ 10 anos). O grande vencedor será eleito pelo júri oficial infantil, mas, assim como nas edições anteriores, o público poderá escolher seus filmes preferidos na categoria Voto Popular. Aliás, desde o ano passado, a votação será estendida a todos os títulos do festival, mesmo aqueles fora do Prêmio Brasil. Cada mostra/categoria terá seu vencedor, anunciado no encerramento do FICI.

O 19º Festival Internacional de Cinema Infantil (FICI) tem apoio da RioFilme, órgão integrado à Secretaria de Governo e Integridade Pública da Prefeitura do Rio, e Telecine, parceria da Mistika Post, coprodução da Esmeralda Produções e produção e realização da Copacabana Filmes e Produções.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here