Copacabana Palace
Foto: Divulgação

Por Roberta Rique

O teatro do Copacabana Palace, enfim, reabriu as portas com um musical sobre sua história, “Copacabana Palace, o Musical”. A peça conta a história de sua abertura, e destaca momentos marcantes que entraram para a história do hotel. Tendo como seu fio condutor a família Guinle, Octávio e Mariazinha Guinle, os fundadores que também residiam nele.

A peça é, certamente, nostálgica, ao reviver os Anos Dourados do Brasil, onde haviam imensas apostas no potencial e crescimento do país. Além disso, o enredo destaca o Copacabana Palace como sendo um monumento do Rio e do Brasil, além de ser o ‘point’ das celebridades nacionais e internacionais, como Edith Piaf, Carmen Miranda, Rainha Elizabeth e Frank Sinatra. O hotel exalava luxo e abundância!

Aliás, a abundância e luxo que vemos no hotel naquela época, não é a mesma que vemos no palco, por efeito da pandemia. No elenco, todos dançam, cantam, atuam e representam com orgulho a cultura brasileira. Exalando charme e a felicidade, Suely Franco, no auge 82 anos, canta, dança e dá um show, assim como Vanessa Gerbelli e Claudio Lins.

O palco pequeno, conta com um cenário estático que, certamente, não faz jus a grandeza que eles tanto falam do hotel. O telão de LED conta com projeções da época. O musical, de fato, entretém, porém deixa a desejar por não estar à altura do teatro que reconstruíram.

O musical que conta com direção de Gustavo Wabner, Sergio Módena foi escrito por Ana Veloso e Vera Novello. O espetáculo é, surpreendentemente, um sopro de ar fresco, em um momento em que todos precisamos.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here