Mendez“Mendez – mestre da caricatura” sobre a vida e a obra do caricaturista Mendez, falecido em 1996 aos 88 anos, está com lançamento previsto para janeiro de 2022, pelo selo Ecomuseu de Pacoti.

O livro é resultado de uma pesquisa do autor sobre o cearense que viveu no Rio de Janeiro, onde consagrou-se como um dos grandes nomes na caricatura do Brasil entre 1930 e 1940. Mendez fez caricaturas de personalidades da cultura e da política, entre os quais Di Cavalcanti, Jorge Amado e Getúlio Vargas. Aliás, esta é a primeira obra exclusiva sobre Mendez, antecedida apenas de sua autobiografia publicada na década de 80.

Na apresentação, Levi Jucá lembra o episódio do primeiro encontro entre o já consagrado J. Carlos com o jovem Mendez, contado pelo caricaturista cearense, “J. Carlos era aquele ‘monstro sagrado’, me deu uma lição de humildade, de uma simplicidade a toda prova. Não falava dele, mas queria saber tudo a meu respeito”, disse Mendez.

Já sobre a ligação entre os dois, o autor acredita que Mendez herdou de J. Carlos bem mais que um traço limpo e elegante, tendo extraído dele a generosidade típica dos grandes mestres.

Resultado de visitas a arquivos, bibliotecas, coleções públicas e particulares, descobrindo os familiares de Mendez no Ceará, Rio, São Paulo e Brasília, ‘Mendez – mestre da caricatura’ reproduz um rico acervo de caricaturas, resgata a história do caricaturista em fotografias e textos, inclusive relato “sincero e bem-humorado”, como diz Levi Jucá. “Afinal, não se pode calar a voz do biografado em sua biografia”, justifica.

Nascido em Baturité, na região serrana do Ceará, Mendez desenvolveu sua carreira como caricaturista no Rio de Janeiro. Foi colaborador de várias publicações, como os jornais A Noite e O Globo, e publicou os livros: ‘Tipos e Costumes do Negro no Brasil’, ‘Como Desenhar Caricaturas’ e ‘Caricaturas e Caricaturados’. Além disso, na década de 80, dois de seus quadros foram escolhidos para estampar os famosos cartões postais da UNICEF.

J. Carlos era considerado um mestre por Mário de Oliveira Mendes, que o admirava desde menino. A previsão do já consagrado chargista estava certa. O cearense Mendez, como passou a assinar, tornou-se um dos maiores nomes da caricatura do país.

O livro é uma realização do Ecomuseu de Pacoti, com o apoio da Secretaria Estadual da Cultura (Secult-CE), através do Fundo Estadual da Cultura, com recursos provenientes da Lei Federal N° 14.017, de 29 de junho de 2020, a Lei Aldir Blanc. Tem ainda apoio do Ministério do Turismo, por meio da Secretaria Especial da Cultura.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here