João DinizCom mais de 25 anos de atuação no ramo da gastronomia, o empresário João Diniz lança seu primeiro livro, no dia 21 de fevereiro no Balh Restaurante, em Ipanema. Aliás, o lançamento, no Balh Restaurante, celebra também um ano da casa aberta durante a pandemia.

Em ” “Ordem na Casa – A força do Rio através dos setores de Gastronomia, Eventos e Turismo”, o autor conta como se viu engajado na defesa da manutenção de empregos no setor que foi um dos mais impactados pela crise do novo coronavírus.

Na publicação, o empresário explica o que o levou a sair às ruas para defender trabalhadores que acabaram perdendo seus postos de trabalho, assim como outras ações que tomou em prol da empregabilidade no setor, como a criação de um Instituto de Capacitação na área da gastronomia e eventos, com vagas gratuitas para desempregados. Mesmo durante um dos momentos mais difíceis para a economia do Rio de Janeiro, no auge da pandemia de Covid-19, ele decidiu expandir os negócios, abrindo mais um restaurante – o quarto dentro seus empreendimentos atuais.

Além disso, o autor conta também sobre os momentos difíceis durante a crise, como quando teve que demitir 28, dos 70 funcionários de um de seus restaurantes, por conta da segunda onda de restrições de funcionamento para bares e restaurantes em março de 2021.

Da angústia de ver trabalhadores sem sustento, João Diniz decidiu criar ações para ajudar o setor de gastronomia. Com seu conhecimento e ajuda de outros empresários, conseguiu recolocar todos em outros postos de trabalho. Assim, acabou nascendo a agência virtual de empregos Emprega Já. Um sistema simples, objetivo, que, um mês depois de aberta, já contava com mais de 2 mil pessoas cadastradas, cinco grupos de WhatsApp lotados e, nos primeiros 30 dias, já havia recolocado mais de 100 trabalhadores no mercado de trabalho.

“Ali, sem perceber, iniciei uma nova história na minha vida. História tão boa, que virou livro”, conta João, que é dono das marcas Bla Blá Barra, Bla Blá Jardim Botânico, Ginkeria B e o Balh Restaurante, em Ipanema, que foi aberto em meio à pandemia e está completando um ano de funcionamento.

Aliás, ele conta, “Em vez de fechar os estabelecimentos que eu tinha, investi em um novo restaurante. Não faltou quem me dissesse que eu estava cometendo uma loucura. Mas eu tinha certeza de que iríamos sair daquela situação e de que era preciso continuar investindo em trabalho, geração de empregos e mais oportunidades”, lembra o empresário no livro.

No prefácio, o presidente da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes do Rio de Janeiro (Abrasel-RJ), Pedro Hermeto, ressalta as qualidades do amigo que conheceu ainda na juventude “A posição ocupada em seus negócios e a facilidade com que dialoga e interage com seus colaboradores, aliadas à qualidade de líder natural, alçaram João a um posto de destaque na pandemia. Com suas diversas conexões, tornou-se importante para o setor de bares e restaurantes”, destaca Hermeto.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here