Parte da programação do festival É Tudo Verdade será exibida.

A partir de 1 de abril, os cinemas do IMS Paulista e do IMS Rio reabrem ao público. A programação do mês inclui filmes nacionais e internacionais, lançamentos e títulos consagrados. Aliás, as duas salas vão operar com metade da capacidade, seguindo os protocolos de segurança já adotados nos centros culturais.

 Vencedor da Palma de Ouro da última edição do Festival de Cannes, o longa Titane (2021), da cineasta francesa Julia Ducournau, é um dos destaques da programação de abril. Em diálogo, os centros culturais exibirão também Christine, o carro assassino (1983), filme cultuado do diretor norte-americano John Carpenter. Separadas por quase quatro décadas, as duas produções tratam da relação humano-máquina, em especial, da representação do automóvel como símbolo de poder e desejo.

Titane estreou no Brasil na plataforma de streaming Mubi e ganha agora uma nova oportunidade para ser visto na sala escura. No thriller, uma jovem com uma placa de titânio na cabeça foge de casa, enquanto uma trilha de assassinatos assombra a cidade. Aliás, o filme é inspirado no livro homônimo de Stephen King, “Christine, o carro assassino” tornou-se um clássico do terror, protagonizado por um jovem obcecado por seu automóvel de segunda mão.

Além disso, os cinemas também retomam a Sessão Cinética, evento de reflexão e apreciação de filmes fora do circuito, promovido em parceria com a revista Cinética. Esta edição abordará a obra da cineasta francesa Germaine Dulac (1882-1942), figura chave no desenvolvimento do cinema de vanguarda dos anos 20, conhecida por sua atuação no movimento feminista e sufragista.

Serão projetados dois títulos da diretora: A concha e o clérigo (1927), conhecido como um dos primeiros filmes surrealistas da história do cinema, e Um convite à viagem (1927), baseado no poema homônimo de Charles Baudelaire. Os filmes serão apresentados sempre nesta ordem. A primeira exibição em São Paulo, no dia 7 de abril, será seguida de debate com os críticos da revista. Os filmes serão reprisados, sem debate, no dia 10 de abril. No Rio de Janeiro, os curtas de Dulac serão apresentados em sessão única, seguida de debate, no feriado de 21 de abril.

Os centros culturais apresentam ainda parte da programação do festival É Tudo Verdade, curtas-metragens realizados para o Programa IMS Convida, entre outros destaques. A programação completa dos dois cinemas, com os dias e horários de cada sessão do mês de abril, estará disponível no site do IMS a partir de 31/3.

O curador de cinema do IMS, Kleber Mendonça Filho, comentou a reabertura, reforçando a importância do espaço físico dos cinemas, “Nesse tempo vivido, o papel dos cinemas em todo o mundo tem sido reavaliado, seja como espaço de segurança e convívio, ou como meio de difusão, numa época que viu o streaming virar fenômeno social de acesso às imagens. É um novo desafio, norteado pela certeza de que os filmes que defendemos poderão ser descobertos na tela grande e no espaço coletivo”.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here