O parque das irmãs magníficaCelebrado em 31 de março, o Dia Internacional da Visibilidade Transgênero tem como finalidade conscientizar e mostrar a importância das contribuições de mulheres e homens trans para o mundo. O livro “O parque das irmãs magníficas”, baseado na história da própria autora, uma mulher trans, conhecida como uma das principais personalidades argentinas a falar sobre esse tema, ganha agora audiolivro.

O livro, lançado no Brasil pelo selo Tusquets da Editora Planeta em junho do ano passado, está sendo adaptado para audiolivro. A ideia é que o projeto, gravado por Valéria Barcellos, mulher trans, negra, cantora, atriz e escritora, ajude a impulsionar e trazer à tona o poder das vozes dessas pessoas.

“O parque das irmãs magnífica” conta a história de um casarão usado como morada por um grupo de travestis em Córdoba. Marginalizadas pela sociedade local, muitas delas acabam oferecendo-se pela noite aos clientes em um frio parque. Em uma dessa madrugadas, encontram um bebê abandonado, e o nome escolhido para a criança diz muito sobre o que ela se tornou para esse grupo de travestis: O Brilho dos Olhos. É um livro poético, seco e lírico ao mesmo tempo.

Ao chegar à capital Córdoba para estudar na universidade, a autora foi uma noite, apavorada, espionar as travestis do Parque Sarmiento e encontrou seu primeiro lugar de pertencimento no mundo. Com histórico de violência familiar e tendo crescido em um povoado extremamente conservador, Camila se via obrigada a se esconder pelas noites para se transvestir. Durante a faculdade, sem conseguir emprego formal, ela passou um período se prostituindo, quando se apaixonou pelo teatro e se transformou em escritora posteriormente. O livro é uma homenagem a esse período de sua vida.

A obra de Camila Sosa Villada ganhou o prêmio na Feira de Guadalajara e do Grand Prix de l’Héroïne 2021, prêmio literário francês na categoria romance estrangeiro

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here