Padre Cícero
Fotos: Gui Maia

Para comemorar os 178 anos de nascimento de Padre Cícero, a Biblioteca Parque Estadual (BPE) abre uma exposição em sua homenagem. A mostra, que conta com itens inéditos do acervo pessoal do líder religioso, ficou aberta ao público durante o dia.

À tarde, uma missa foi realizada para comemorar o aniversário do “Conselheiro do Nordeste”. Cordelistas, repentistas e trios de forró deram o ritmo da festa, com direito a muita música nordestina.

“O trabalho de preservação das matrizes da cultura nordestina é, certamente, muito importante para o Rio de Janeiro. Historicamente, nosso Estado abriga pessoas de diversos locais, e o Nordeste não é diferente. É uma relação estreita, que envolve um intercâmbio de música, dança e cultura como um todo. Carregamos muitas tradições nordestinas em nós”, ressalta a Secretária de Estado de Cultura e Economia Criativa do Rio de Janeiro, Danielle Barros.

Conhecido por seus milagres em Juazeiro do Norte, Cícero Romão Batista também tem fortes ligações com o Rio de Janeiro. De acordo com recentes pesquisas, Padre Cícero tem parentes em Niterói, onde ele esteve no ano de 1908.

“A comemoração dos 178 anos de Padre Cícero no Rio de Janeiro é um evento histórico e marca um novo tempo na história do Conselheiro do Sertão, Cearense do Século, Padroeiro das Florestas e um dos maiores incentivadores das Matrizes da Cultura Popular e Economia Criativa no Nordeste e no Brasil”, afirma Marcelo Fraga, jornalista, pesquisador e curador da exposição.

A restauração das peças do acervo foi feita pela Fundação Casa de Rui Barbosa e trouxe exemplares únicos, como o Título de Eleitor, bilhetes, fotografia autografada e, ainda, o atestado de óbito da mãe de Padre Cícero, que foi assinado por ele.

O acervo, agora restaurado, já foi apresentado em mais de 50 exposições nos últimos 18 anos, passando pelos estados do Ceará, Pernambuco, Bahia e São Paulo. Após a mostra em dia único na BPE, o acervo deverá circular pelo interior do Rio de Janeiro.

O evento foi realizado pelo grupo SerTão Rio, com apoio da Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa do Rio de Janeiro. O Vigário Episcopal para a Comunicação, Padre Arnaldo Rodrigues, celebrou a missa em comemoração ao aniversário do Padre Cícero.

Em novembro do ano passado, durante o Dia do Cordelista, a BPE lançou a primeira Cordelteca Digital do Brasil, com um acervo de mais de 15 mil obras.

O acervo pode ser acessado através de um ambiente virtual especializado em literatura de cordel, montado na sede da própria Biblioteca Parque Estadual. No local, os visitantes podem conhecer os principais autores do gênero literário brasileiro, como Leandro Gomes de Barros.

As visitas à Biblioteca Parque Estadual (  Av. Pres. Vargas, 1261 ) podem ser feitas de segunda a sexta-feira, das 10h às 17h.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here