O Museu de Ciências da Terra (MCTer) do Serviço Geológico do Brasil (SGB-CPRM), situado no bairro da Urca, no Rio de Janeiro, abriu nesta quarta-feira (09) uma exposição com Pterossauros Brasileiros.

Pterossauros Brasileiros
Foto: ASSCOM SGB

Entre as peças expostas, destaque para o pterossauro brasileiro Tapejaridae, uma espécie com cerca de 120 milhões de anos cujo fóssil foi levado ilegalmente para a Bélgica e foi repatriado pelo Governo Federal para o Brasil após três anos de negociação conduzida pelo SGB-CPRM e pelo Ministério de Relações Exteriores. Após a repatriação, consolidada no mês de fevereiro, a peça foi integrada ao acervo do MCTer, ficando à disposição de pesquisadores para estudos.

Além do Tapejaridae, estão em exposição fósseis e réplicas dos pterossauros Anhanguera blittersdorffi, o diabo velho do Cretáceo brasileiro, e o Tupandactylus imperator, o deus dos trovões e do clima.

 O acesso à exposição é gratuito, sem necessidade de agendamento prévio, no entanto as visitas serão controladas para evitar aglomeração no espaço, sendo priorizados também os cuidados com higienização e contato. A exposição ficará aberta ao público de quarta-feira a sábado. Até o dia 30 de abril, das 10h às 16h.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here