A 13ª edição FEMINA – FESTIVAL INTERNACIONAL DE CINEMA FEMININO acontecerá  de 2 a 9 de maio, no formato on-line! O festival  realizará, também, ao longo da semana, a sessão de acessibilidade, além disso, fará uma homenagem à Tata Amaral, além de promover o Seminário Femina, tudo de forma on-line.

Dos 50 títulos que integram a programação geral, 26 filmes são brasileiros, dos Estados de RJ, SP, MG, PR, SC, GO, PB e PE. Já os 24 filmes internacionais são oriundos de produções e coproduções da França, Sérvia, Canadá, China, Alemanha, Espanha, Portugal, Hong Kong, Áustria, Turquia, Catar, EUA, Bélgica, Hungria, Irã, Suíça, Noruega, Grécia, Polônia, Cingapura, Uzbequistão, Moldávia, Indonésia, Austrália.

Na sessão de abertura do festival será exibida a estreia do longa-metragem Pejzaži otpora (Paisagens de resistência) (França/Sérvia/Alemanha, 2021), de Marta Popivoda. O longa traça a jornada pelas memórias da lutadora antifascista Sonja, uma das primeiras guerrilheiras da Iugoslávia, que também esteve entre os líderes do movimento de resistência em Auschwitz. O longa ficará em exibição por 48 horas.

Na edição de 2022 o festival homenageia a cineasta Tata Amaral. Além de exibir o filme HOJE, escolhido pela própria diretora, o festival realizará um bate-papo com ela que será exibido junto ao filme.

Desde sua primeira edição, o Femina realiza encontros e debates que reúnem diretores, produtores, pesquisadores, professores e outros convidades para debaterem com o público questões de gênero, sexualidades, corpos, direitos humanos, representações, relacionadas ao audiovisual, entre outros temas.

O Seminário Femina deste ano acontece de 3 a 6 de maio e contará com as convidadas Marina Tedesco, India Mara Martins, Tainá Xavier, Alessandra Meleiro, Danielle Bertolini, Luiza Lusvarghi, Lorenna Montenegro, Ramayana Lira de Sousa, Nathalie Mesuret, Liliana Laspril, Luana Melgaço, Sara Silveira, com mediação de Paula Alves. A inscrição acontece no site e o inscrito receberá o link para participar de uma sala de encontros do Zoom.

O festival é  inteiramente gratuito para todo o Brasil no site https://innsaei.tv/ . O FEMINA tem idealização e a curadoria de Paula Alves e Eduardo Cerveira. A iniciativa tem o apoio da Prefeitura do Rio, por meio da RioFilme, órgão que integra a Secretaria Municipal de Governo e Integridade Pública (SEGOVI).

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here