Antiflow
Foto: Renato Mangolin

O espetáculo de dança “Antiflow” estreia em 8 de abril, no teatro Armando Gonzaga, situado em Marechal Hermes. O espetáculo de dança traz em seu contexto questões de como responder ao processo de constante desumanização que a sociedade impõe ao indivíduo, “Antiflow” é a quinta peça de uma série que discute o que é viver nos dias de hoje.

Cobranças em nossos ritmos de vida, aceleração, controle, imobilização, degradação. Pressão por desempenho, pressão por produção, tudo isso envolve o enredo de “Antiflow”, aliás, a  peça é primeira de um novo conjunto de obras que pretende responder como caminhar em sentido contrário ao de uma sociedade cujas ferramentas de controle foram internalizadas pelo indivíduo, e desembocam quase inequivocamente no esgotamento.

Através do Prêmio Funarj de Dança, concedido pelo Governo do Estado do Rio de Janeiro, Secretaria de Cultura e Economia Criativa e Funarj, a Companhia Híbrida estreia ANTIFLOW, seu novo espetáculo de dança, nos teatros Armando Gonzaga (Marechal Hermes- 08 de abril) e João Caetano (Centro do Rio- 21 de maio).

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here