Meu Guri
Foto: Denise Ricardo

Elza Soares (1930-2022) segue viva em suas canções e no legado eterno de sua contribuição para a cultura brasileira.  Meu Guri” foi  o último registro de Elza Soares, gravado no Theatro Municipal de São Paulo, aliás, a música faz parte do disco e DVD “Elza ao vivo no Municipal”, que será lançado no dia 13 de maio.

Elza Soares, por décadas passadas foi barrada em hotéis de luxo, mas aos 91 anos reinou no Theatro Municipal de São Paulo cantando ao lado de um pianista negro. O registro, feito dois dias antes do seu falecimento (19 de janeiro de 2022), traz um álbum visual documental com linguagem cinematográfico.  Ela dizia que “Um país que não reconhece seus negros em vida é um país póstumo”.

Aliás, deste material está sendo lançado também um clipe, gravado na sala onde agora acontece a exposição Contramemória, parte da programação do centenário do movimento Modernista no Brasil. No vídeo inédito, a cantora dialoga, a partir de seu corpo, performance, músicas, vestes e adereços, com a própria estrutura do Theatro, tensionando assim a formalidade e o estilo neoacadêmico da construção. Aliás, quem for conferir a exposição, em cartaz até 05 de junho, poderá ver o clipe de “Meu Guri” por meio de um QR Code.

“Meu Guri” foi lançado na última sexta, dia 22 de abril. A música de Chico Buarque, cantada por Elza abre o álbum e DVD “Elza ao Vivo no Municipal”, onde Elza é acompanhada do pianista Fábio Leandro.

 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here