Albertina Prates apresenta pinturas em dimensões gigantes com proposta atemporal falando do ser humano em sua humanidade na exposição “Oculus”. Com curadoria de Riccardo Tartaglia e Regina Nobrez, a artista traz em suas telas sensualidade, paixão e questionamentos.

A exposição “Oculus”  é atemporal, pois fala do ser humano – homens, mulheres e crianças, em sua humanidade. Na composição das obras, o nu é o ponto de partida e a vestimenta indica o tempo, produzindo pensamentos e criando perturbações, levando o espectador a estabelecer uma relação entre a natureza, a vida humana e sua interferência sobre outros seres vivos no planeta.

As figuras de arquétipos mitológicos transitam no campo conceitual. E, antagonicamente, num plano mais contemporâneo, na linguagem que constitui o humano, reverberando as pesquisas de manipulação genética que se oferecem como um fio condutor ao estranhamento … a de que os seres humanos se estimulam a serem CO-CRIADORES com DEUS.. E, nessa travessia, a artista propõe reflexões às circunstâncias que resguardam os elos entre a terra e o homem – o homem, o céu e seu Deus. Sua poética se dá da obra para o planeta com sua fauna e flora, e a referência é o fazer HUMANO, onde se reconhece sua solidão indômita, sua força atávica, sua fragilidade e sua necessidade nata de conexão com o DIVINO.”

SERVIÇO
Exposição: “Oculus”
Visitação: 27 de maio a 09 de julho de 2022
Local: Centro Cultural Correios RJ – 3º andar – Salões A, 1 e 2 (Rua Visconde de Itaboraí, 20 – Centro)
Entrada: gratuita
Classificação: livre

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here