O MAM Rio apresenta, neste fim de semana (13, 14 e 15/05), a programação Sertões de Sarno, que homenageia o cineasta Geraldo Sarno com a exibição de quatro filmes no Auditório Cosme Alves Netto (Cinemateca do MAM).

Filho de comerciantes italianos, o roteirista e diretor cresceu numa comunidade de imigrantes no município de Poções, no sertão da Bahia. Sarno foi para Cuba em dezembro de 1962 e, apesar de recém-formado em Direito, resolveu permanecer no país por mais um ano, a fim de estudar cinema. Conhecido por abordar temas como o movimento migratório brasileiro (em especial o nordestino), o cineasta vai além dos aspectos das religiões e das culturas populares.

O documentário em curta-metragem Viramundo (1965) marcou a estreia de Sarno como cineasta e rapidamente se transformou num grande clássico do cinema brasileiro. Depois, o diretor realizou Coronel Delmiro Gouveia (1977), Terra Queima (1984) e Sertânia (2020), último filme lançado, antes de seu falecimento em fevereiro de 2022.

Confira a programação de Sertões de Sarno:

Sexta (13/05) – 18h30 – Viramundo, de Geraldo Sarno. Brasil, 1965. Documentário. Exibição em MP4 (h264). Classificação indicativa 12 anos + Terra queima, de Geraldo Sarno. Brasil, 1984. 55′. Exibição em 35mm. Classificação indicativa 12 anos.

Sábado (14/05) – 17h – Coronel Delmiro Gouveia, de Geraldo Sarno. Brasil, 1977. Com Rubens de Falco, Nildo Parente e Jofre Soares. 90′. Classificação indicativa 12 anos.

Domingo (15/05) – 17h – Sertânia, de Geraldo Sarno. Brasil, 2020. Com Vertin Moura, Julio Adrião e Kécia Prado 97′. Exibição em DCP. Classificação indicativa 14 anos.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here