A Tropa
Foto: Elisa Mendes

“Qual o lugar da tolerância na nossa sociedade hoje? E como exercitar a tolerância e a diferença em família, o núcleo mais estreito de convívio, regido pelo afeto? Esse foi o ponto de largada para “A Tropa”. Aliás, é curioso como o texto só fica cada vez mais atual. A cada novo lance na política brasileira, o texto fica ainda mais renovado no palco”, explica o autor Gustavo Pinheiro. Além disso, a nova temporada comemora os 60 anos de teatro de Otavio Augusto. Aliás, o  ator está entusiasmado com a ideia de voltar aos palcos com nova temporada do espetáculo.

Um pai doente recebe a visita dos quatros filhos no hospital. O que seria apenas um encontro em função de um parente debilitado se revela um acerto de contas familiar, permeado de humor e afeto, tendo como pano de fundo os últimos 50 anos de História brasileira, esta é a trama da “A Tropa” que agora faz nova temporada será no Teatro PetraGold.

Os filhos são interpretados por Alexandre Galindo, Alexandre Menezes, Daniel Marano e André Rosa. O embate familiar evidencia a trajetória de cada um: Humberto é um dentista militar aposentado que mora com o pai; João Batista é o caçula, jovem usuário de drogas com passagens por clínicas de reabilitação; Artur é um empresário casado, pai de duas filhas, que trabalha numa empreiteira que está sob investigação por corrupção; e Ernesto é um jornalista que acaba de pedir demissão de um jornal e está em crise com a profissão. A premissa é transposta para o quarto de hospital onde os personagens se veem confinados e expõem suas enfermidades – ideológicas, sociais, afetivas e familiares.

 SERVIÇO:
Teatro PetraGold (Rua Conde de Bernadote, 26 – Leblon)
De 01 de julho a 26 de agosto
Sextas-feiras às 20:30h
Ingressos pela Sympla
Classificação indicativa: 14 anos
Gênero: Comédia dramática
Duração: 80 minutos
Lotação: 409 lugares

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here