TAL VEZ
Foto: Marcia Ribeiro

A Cia de Ballet Dalal Achcar apresenta o espetáculo “TAL VEZ” na Cidade das Artes. Montagem brinca com um jogo de palavras que brinca com ‘talvez’ e ‘aquela vez’, dá nome à produção com coreografias baseadas em encontros marcados que geram desencontros e mostram como esses momentos da vida podem resultar em novas experiências. Além do conceito, as cenas serão compostas também pelo movimento de desconstrução dos figurinos em camadas ao longo do espetáculo.

 “TAL VEZ” se passa em uma noite qualquer, onde pessoas se preparam para seus encontros marcados. A antecipação e a expectativa das emoções dessa noite transbordam nos passos, gestos e atitudes de preparação, com a chegada e o reconhecimento do lugar acontecem de forma urgente, todos precisam estar prontos. A espera e os pensamentos misturados regados pela tensão do momento faz o tempo passa e pouco a pouco.

Cada uma dessas pessoas se desconstruirá sob a clara visão de que os marcados não aparecerão. As sensações se misturam e regam seus corpos e movimentos em um misto de emoções contraditórias. A frustração manifestada por cada um, com formas e cores diferentes, e a impermanência se debatem. As cores mudam e de repente as pessoas veem e percebem umas às outras, descobrindo possibilidades infinitas ao seu redor. O espaço está cheio de afetos, do novo, de música.

“TAL VEZ” tem 18 bailarinos que combinam dança contemporânea e técnica clássica. Aliás, a trilha sonora escolhida foi inspirada em trilhas de filmes de cineastas como o espanhol Pedro Almodóvar, o italiano Ettore Scola e o americano Woody Allen.

 Dalal ressalta ainda a importância do intercâmbio entre as companhias, muito comum na Europa. “É importante para firmar a força da dança. O coreógrafo precisa ser conhecido além da própria companhia. O processo de criação é uma troca. Venho acompanhando o trabalho do Alex na Focus há algum tempo e queremos renovar com um espetáculo muito dançante”, pontua Dalal Achcar.

Serviço:
Local: Cidade das Artes
Dias: 1, 2, 3, 8, 9 e 10 de julho
Horários: Sextas e sábados, 20h30 | Domingos, 18h
Ingressos na bilheteria

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here