Ubirajara
Foto: Cristiana Granato

“Ubirajara”, com Soraya Ravenle, volta aos palcos cariocas! a palavra Ubirajara vem do Tupi e significa Senhor da lança, além de ser o nome do prédio onde a atriz e cantora Soraya Ravenle mora. A peça, que surgiu de forma despretensiosa durante a pandemia, na janela do seu apartamento, ganhou direção de Inez Viana. O solo mistura canto, dança e poesia.

Formada pela junção das palavras “übürai”, que significa “lança”, e “yara”, que quer dizer “senhor”, ‘Ubirajara’ é o “senhor da lança” ou “senhor da vara”. Aliás, a atriz Soraya Ravenle conta que foi procurar o significado do nome do prédio onde vive há 28 anos somente quando estava isolada em casa durante a pandemia. Na mesma época, cantou na janela pela primeira vez, “Foi no dia do ‘encantamento’ de Aldir Blanc, quando puxei “O Bêbado e a equilibrista” “, lembra Soraya. Ela completa, “Daí em diante, as cantorias aconteceram e reunindo vizinhos que nem se conheciam e formaram novas redes de afetos”.

Com a repercussão crescente, a janela já não dava conta e as performances migraram para a quadra do prédio, já com o olhar da atriz e diretora Inez Viana, amiga de longa data de Soraya, mas com quem só agora assina a primeira parceria profissional. Com a vacinação crescente e o fim da quarentena, o projeto se transformou em um espetáculo com apresentações em teatros cariocas, até seguir para Portugal.

Em “Ubirajara”,  Soraya Ravenle declama poesia, conversa e canta um repertório variado, sozinha no palco. “Ubirajara” é dar asas ao desejo velho, muito velho, de provocar as conversas e interseções outras do corpo, voz e palavra, sabendo que as divisões são absolutamente ilusórias.  “voz é corpo que é palavra que é corpo que é voz que é… Assim nasce Ubirajara”, resume Soraya.

 SERVIÇO:
Ubirajara
De 11 a 26 de junho
Sábados e domingos às 20h
Duração: 60min
Ingressos pela www.sympla.com.br ou na bilheteria (aos sábados e domingos, de 15h às 20h)

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here