Um Dia Qualquer
Still

Um Dia Qualquer é um drama sobre violência e maternidade nos subúrbios cariocas. Milícia, tráfico e corrupção fazem parte de uma combinação explosiva em que a principal vítima é a família e comunidade dos subúrbios cariocas.

O clima de festa do primeiro domingo após o Carnaval é logo interrompido com o desaparecimento do filho de Penha. Certa de que seu desaparecimento só pode ser obra da máfia comandada pelo ex-policial Quirino, uma velha antipatia, Penha, certamente, saberá as consequências de fazer justiça com as próprias mãos.

Enquanto um jovem desaparece, outros se reúnem tentando preencher suas vidas com a realidade principal em que estão inseridos: o Projeto Quirino. O que antes era um dia como qualquer outro, agora carrega muitos dias dentro. Sob as máscaras e fantasias de mais um dia na Baixada Fluminense, esconde-se a intensa realidade de famílias e vizinhos que vivem sob as regras da crescente máfia carioca.

Misturando drama e ficção, Um Dia Qualquer traz em seu elenco nomes como Augusto Madeira (Quirino), Mariana Nunes (Penha), Jefferson Brasil (Seu Chapa), Vinicius de Oliveira (Maciel), Willean Reis (Beto), André Ramiro (Participação especial – Delegado), Juan Paiva (Juninho), Eli Ferreira (Jéssica), Samuel Melo (Robson), Tainá Medina (Bruna), Adriano Garib (Participação especial – Dr. Menezes), entre outros.

Um Dia Qualquer revela ainda as entranhas e, principalmente, a maneira como nasce e se consolida o poder paralelo em uma zona esquecida pelas instituições públicas. Em um retrospecto de 10 anos, vemos o tráfico de Seu Chapa perder espaço para Quirino, um correto Policial Civil que passa a adequar suas convicções às novas dimensões: os fins, agora, justificam os meios.

“Acredito que a arte cinematográfica tem a importância de ampliar o debate sobre temas complexos do nosso tempo. Quando eu criei Um dia qualquer, pensei como o avanço das milícias e seu poder paralelo, a injustiça social sofrida pela população negra, as buscas das mães de vítimas da violência e as agressões domésticas decorrentes do machismo,  precisam ser resolvidas na nossa sociedade atual”, diz o diretor Pedro von Krüger.

O filme participou de 13 festivais no Brasil e no exterior.

 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here