Em comemoração às 1000 edições, “Conversa com Bial” prepara quatro programas especiais que retomarão algumas das principais entrevistas realizadas por Pedro Bial.

Cerca de 3 mil pessoas já passaram pelo programa desde 2017, onde experiência é uma palavra que define bem o apresentador Pedro Bial, com mais de 40 anos de carreira. A tamanha habilidade em conduzir entrevistas rendeu-lhe um programa com seu nome.

Em 2 de maio de 2017 o “Conversa com Bial” entrou no ar! O talk show da TV Globo que ganhou o prêmio APCA em 2020, na categoria Melhor Programa, chega a sexta temporada, nesta terça-feira, dia 26. Aliás, na edição de número 1000, o programa compila alguns destaques dos últimos cinco anos.

Mas, diante de tanto conteúdo em papos imersivos – cerca de 3 mil pessoas, de relevância nacional e internacional, já passaram pelo programa -, apenas uma edição comemorativa não daria conta de representar o que, de fato, vem sendo o ‘Conversa’. Por isso, a partir do dia 01 de agosto, o talk show relembra presenças ilustres e revelações surpreendentes. Além disso, outros três programas, sempre veiculados às segundas-feiras (01, 08 e 15 de agosto).

Neste dia 26, a retrospectiva conta com seleções mais curiosas das conversas com os escritores Yuval Harari e Paulo Coelho; as cantoras Rita Lee e Maria Bethânia; o cantor Mateus Aleluia; e os ex-presidentes José Mujica, do Uruguai, e Barack Obama, dos Estados Unidos. “Fazer mil programas até que passou rápido. Difícil e trabalhoso está sendo fazer o milésimo, e os demais programas comemorativos, mas será muito bom, poderemos rever tudo o que se passou, o que se disse, coisas tão importantes, emocionantes e divertidas”, comemora Pedro Bial.

Pedro Bial, certamente, mal podia imaginar os feitos desta trajetória! O programa trouxe ao longo dos anos uma série de revelações, entre elas os crimes cometidos por João de Deus, assunto que se tornou uma série Original Globoplay, e estreou o núcleo ‘Conversa.doc’, de conteúdos desenvolvidos pela mesma equipe do programa. A partir daí, outros documentários surgiram, como O Canto Livre de Nara Leão. 

 Pedro Bial esteve à frente do “Fantástico”, por onze anos (entre 1996 e 2007), e  do reality mais amado do país, “Big Brother Brasil”, por cinco anos (entre 2021 e 2016).

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here