Foto: Robert Schwenck

Dos mesmos criadores de “60! DÉCADA DE ARROMBA” e “70? DÉCADA DO DIVINO MARAVILHOSO”, “Doc.Musical” chega aos palcos para dar voz e contar as histórias de mulheres que quebraram preconceitos, venceram o machismo e abriram as portas para o futuro da humanidade. “Doc.Musical” tem o intuito de celebrar a mulher e abrir um espaço de fala, tão necessário, a elas.

Em cena, sete atrizes do teatro musical brasileiro cantam do Soul de Aretha Franklin, ao Rock de Rita Lee e Tina Turner, do talento de Elis Regina, às composições autorais de Dona Ivone Lara, da voz eterna de Whitney Houston ao Pop da Madonna, do feminejo de Marília Mendonça às novas vozes que continuam a iluminar o mundo.

Mulheres incríveis que mudaram o mundo são homenageadas no roteiro que apresenta uma cronologia histórica de lutas e conquistas que vão de Lilith (mito da primeira mulher de Adão) à Anitta (cantora brasileira que está reinventando o marketing do showbiz em 2022). Toda a costura no palco é recheada de recursos audiovisuais contendo dados históricos, recortes de reportagens e gravações da época.

 Aliás, “DOC.MUSICAL” é a experimentação de um novo gênero cênico que une ferramentas do documentário, teatro e música para contar a história dos grandes momentos da humanidade. O musical não tem o intuito de apresentar a biografia de nenhum artista, mas, sim, do olhar coletivo, no grupo, numa época, onde música a grande protagonista.

Além disso, o musical revive fatos históricos e descobrir, por exemplo, a verdadeira origem das músicas de sucesso da época, como elas surgiram, em que contexto foram criadas e como afetaram a vida do artista e da geração que o acompanhou.

 Musical fica em cartaz, de 29 de julho a 8 de agosto, no Teatro Claro Rio (Endereço: Rua Siqueira Campos, 143 – 2º Piso – Copacabana), os ingressos já estão disponíveis pelo site www.sympla.com.br e na bilheteria física da casa.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here