- Publicidade -

“Recém-Nascido” repensa masculinidade e a paternidade

Publicado em:

Em agosto de 2020, após os primeiros meses da pandemia do coronavírus, o artista Diego Braga, movido pelas transformações ocorridas em escala global e que afetavam diretamente aspectos íntimos de sua vida particular, decidiu contribuir artisticamente com a pauta da paternidade (Diego é pai de gêmeos de seis anos) e da masculinidade saudável. Para isso, contou com a condução do artista Daniel Leuback, que também se afinava com os temas levantados, assim surgiu o embrião do espetáculo “Recém-Nascido”.

Em “Recém-Nascido”, um homem, disposto a romper o silêncio das dores masculinas, propõe ao público uma reflexão. Partindo de passagens de sua própria vida, ele abre caminho para assuntos que são universais: infância, parentalidade, amores, recomeços, sexualidade, paternidade e masculinidade. Lança um novo olhar sobre a forma como educamos meninos, meninas e como pretendemos construir a nós próprios durante a nossa trajetória. É uma fala esperançosa sobre masculinidade e paternidade para os dias de hoje.

  Na medida em que embarca na jornada do ator/personagem, o público é convidado a observar seu próprio percurso até os dias atuais, daí o caráter ao mesmo tempo pessoal e universal deste projeto artístico.

“Minha vida foi radicalmente modificada depois que as crianças chegaram, e quando você vive uma experiência desse tamanho você quer falar, quer entender o que se passa dentro de você, quer saber se acontece assim com os outros, quer saber quem você está se tornando. Eu faço o ‘Recém-Nascido’ quase como uma missão. Pra mim, ele sempre foi muito mais do que teatro. Ele tem uma chama viva de transformação”, aposta Diego.

Na pandemia, quando o mundo inteiro parou, o olhar se voltou para dentro. Foi necessário que se voltasse para casa e que se reconectasse, sem disfarces, sem distrações, sem a correria de antes, consigo mesmo e com sua família. Pais e filhos se redescobriram. Uma grande oportunidade para elevar a paternidade a um novo patamar.

“De 2020 pra cá o espetáculo nasceu e foi se transformando, fomos identificando o que tínhamos de mais ‘universal’ dentro da dramaturgia e apostando nessa fala potencialmente coletiva. Na medida em que o trabalho foi ganhando contorno, já não era mais desconfortável dizer em voz alta o que geralmente guardamos dentro do peito”, revela Diego. “Nós, homens, somos embrutecidos desde que nascemos, sobrando pouco espaço pra que nossos afetos e emoções transbordem. Eu acredito em tempos de maior delicadeza, apesar da aridez dos dias atuais. Tempos de homens presentes na vida de suas filhas e filhos, atravessados pela paternidade”, pontua o artista.

Diego apresentou o texto para atriz e comunicadora Mariana Xavier, que prontamente se propôs a ser a produtora da peça, “É impossível vislumbrar um mundo mais justo e pacífico sem romper as amarras do machismo, que violenta toda a nossa sociedade, inclusive (talvez em primeira instância e muitas vezes sem se darem conta) os próprios homens. ‘Recém-Nascido’ convida o público a uma reflexão urgente sobre o exercício da masculinidade e da paternidade. É um espetáculo de grande potencial transformador, nos âmbitos individual e coletivo. Uma iniciativa que a Trampo não podia deixar de incentivar”, aposta.

SERVIÇO
“RECÉM-NASCIDO”
Temporada: 14 de outubro a 12 de novembro
Apresentações: Sextas e sábados / Horário: 20h
Local: Sala 2 do Estação NET Botafogo ( Rua Voluntários da Pátria, 88 – Botafogo)
Vendas antecipadas: www.sympla.com.br
Classificação Indicativa: 12 anos
Instagram: @recemnascidoespetaculo e @diegobragaator

Rota Cult
Rota Cult
Redação do site E-mail: contato@rotacult.com.br

Mais Notícias

Nossas Redes

2,459FansGostar
216SeguidoresSeguir
125InscritosInscrever
3.870 Seguidores
Seguir
- Publicidade -