Dirigido pelo brasileiro e estreante Márcio Garcia, “Amor Por Acaso” traz a também brasileira Juliana Paes e Dean Cain como par romântico da trama. O filme conta a história de Ana Vilanova, uma mulher que se vê à beira da falência com um irmão problemático e que recebe uma herança da avó, que morava nos Estados Unidos.
Ao chegar à terra do Tio Sam, Ana se depara com (o eterno superman) Jake Sullivan, dono da pousada que fica na terra herdada por Ana.
O personagem de Marcos Pasquim é sofrível, seus diálogos, se é que posso chamar de diálogos são expressões dignas de Zorra Total! Fora isso, o filme é legalzinho, a velha comédia romântica, gênero que à propósito atende muito bem a boa parte da população.
Ver a mistura dos atores americanos e brasileiros juntos é bem interessante, em especial na cena que a Juliana Paes não entende uma frase em espanhol, óbvia tentativa de dizer para o mundo que português e espanhol não são a mesma coisa.
A verdade é que achei o casal principal bem fofo, Juliana Paes e Dean Cain tiveram uma boa química.
Um filme bem despretensioso, se você (não) quiser assistir, vá de cabeça aberta! E se limite a ficar na sua e não critique quem viu ou quer ver. Por pior que possa ter sido o resultado, as cenas são bem ambientadas, sem contar que todos os envolvidos na produção deram seu melhor, acredito eu!
Enfim, vê-se claramente que não é um filme bem arrematado, ficando apenas na média. Espero que essa nova faceta do ator e apresentador Márcio Garcia tenha bons frutos para o Cinema Nacional.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here