É no bufê do universo, nas cavernas da sobrevivência que Hushpuppy coexiste. Em um submundo onde a miséria das classes menos favorecidas e a cruel realidade de um contraste social gritante sub-existe atrás de uma barrada em condições sub-humanas.
Hushpuppy tem seis anos e vive  em uma comunidade isolada, com seu pai Wink. Sua mãe desapareceu há algum tempo.  Logo a natureza se altera por conta das mudanças ambientais e criaturas pré-históricas despertam de suas sepulturas congeladas, os aurochs.
Ela vê seu harmônico universo em colapso. Enquanto luta para sobreviver à catástrofe, a pequena heroína decide ir à procura de sua mãe.
A imensidão da imaginação de uma criança é enorme e completamente ingênua. Hushpuppy consegue encontrar um mundo só seu em meio a vida de miséria e  cheia de limitações.  O lúdico, o imaginário e a harmonia entre o céu e a terra nesse pequeno  mundo infantil é sensacional e emocionante!
“Indomável Sonhadora” tem um olhar infantil na direção, o que não é nada comum, é extremamente humano e sensível. 
A atuação brilhante da mais nova (e merecida) concorrente ao Oscar, apequena atriz Quvenzhané Wallis que tem apenas 6 anos, parece brincar em cena. 
O filme é uma adaptação da peça “Juicy And Delicious” da autoria de Lucy Alibar. A autora ajudou o diretor Benh Zeitlin a escrever o roteiro.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here