Seria falta de opção rodar uma sequência de um filme nacional cheio de estrelas globais com intuito de fazer mais dinheiro? Essa sequência completamente desnecessária beira ao ridículo!
 
Sem querer desmerecer o trabalho de grandes atores como José Wilker, Antonio Pedro , Betty Faria e Paulo Betti, mas “A Casa da mãe Joana 2” não chega nem ao propósito de divertir o público.
 
É mais um filme que em alguns momentos nos lembra Zorra Total (novamente!), com uma história sem pé, nem cabeça, que engana o espectador em busca de bons filmes nacionais, desde comédias como “Se eu fosse você” e “Minha mãe é uma peça” grandes sucessos de público, ou dramas como “Flores Raras”, ainda em cartaz nos cinemas (vale a pena conferir!!!!) entre tantos outros. Posso citar ainda, as obras de Walter Salles (Linha de Passe), Fernando Meirelles (Cidade de Deus), que merecem destaque por trabalhos belíssimos.
 
A sensação que fica, é que o elenco aceita qualquer tipo de personagem para estar na mídia. Leona Cavalli que está com uma personagem sensacional na novela das 21h (no núcleo dos vilões), se prestar a um papel desse. O ator Paulo Betti interpreta PR, um “caçador” de mulheres mais velhas, viúvas de preferência, para dar o golpe. Um papel que não condiz com suas escolhas. Já Wilker, grande conhecedor do cinema e um dos melhores atores da sua geração se prestando a reviver um personagem em busca da Cannabis perfeita, chega a ser deplorável!
 
No meio dessa zona a gente até consegue rir um pouquinho com o sotaque de Fabiana Karla interpretando Maria Antonieta e Caike Luna, mesmo desmunhecando muito.
 
O filme ainda conta com participações de Anselmo Vasconcellos, Carmem Verônica (no ar na novela das 19h, como uma senhora moderna) e Xuxa Lopes.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here