No meio de paisagens e fotografia extasiantes, “O tempo e o Vento” conta a história de amor entre o Capitão Rodrigo e Bibiana.
 
Jayme Monjardim foi audacioso em querer resumir toda a saga dos Terra em apenas um filme. O resultado é um enredo superficial e que pouco prende aquele que não leu a obra de Érico Veríssimo. A história foi mal aproveitada e mal desenvolvida.
 
Com um elenco global no diálogo central trama, o filme se perde na montagem em meio as belíssimas paisagens e a Direção de Fotografia, que acabam se tornando o ponto alto do filme.
 
Se pararmos para comparar suas obras: em “Olga” a linguagem cinematográfica é bem diferente do que em “O tempo e o Vento”. A sensação que fica é que Monjardim, de tanto fazer televisão, está completamente vestido pelas novelas, é a única justificativa que encontro para explicar a montagem deste longa.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here