No branco absoluto da neve, onde a natureza e a luz se encontram, a escuridão afeta os humanos que ali vivem, nos arredores da fazenda onde Nana trabalha e cuida de seus dois filhos, Ivan e Gully.

Da mesma diretora de “A teta assustada”, ALOFT” te transporta para uma relação familiar muito peculiar.

Indiferente às responsabilidades da mãe, Ivan (seu filho mais velho) se recolhe a um mundo próprio, um lugar de onde pôde acompanhar as manobras aéreas de Inti, seu falcão.

Com um ritmo lento, uma fotografia espetacular junto com as boas atuações de Jennifer Connelly e Cillian Murphy, “ALOFT” traça a tragédia familiar em meio de frágeis laços.

A aceitação da incerteza da vida invade o sentimento de posse entre filho e mãe. Ivan não consegue evitar seus sentimentos com relação ao irmão mais novo, assim criando um relação difícil com a mãe.

Não podemos evitar a dor, mas a cura dela está dentro de nós? Um filho pode ser um efeito colateral? Existe liberdade no final da vida? Podemos abrir mão do controle perto da morte? Tantas questões são levantadas, à partir da postura dos personagens.

O filme foi indicado ao Festival de Berlim 2014 e está em cartaz na Mostra Panorama do Cinema Mundial.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here