Baseado no livro “Homens, mulheres e filhos” de Chad Kultgeno, o filme (de mesmo nome), traz histórias interligadas no estilo “Beleza Americana”.

Relações e conflitos familiares, são o ápice do filme em meio a crises de adolescência e  matrimoniais.

Faltas, excessos, neuroses são os protagonistas do longa que conta com um elenco estelar em boas atuações.

Jason Reitman (“Jovens Adultos”, “Juno”, “Sem Escalas”) se consagra na direção e  no roteiro de “Homens, mulheres e filhos” com a franqueza de levar as telas questões humanas.

As histórias são bem reais, e nos faz questionar sobre a influência dos pais na criação dos filhos. Devemos segurar as rédeas de suas vidas? Os pais realmente sabem o que é melhor para seus filhos?

As questões comportamentais da adolescência são válidas e importantes para o seu crescimento. Os frequentes conflitos entre pais e filhos também. Não existe certo e errado na educação, mas sim, deve existir condescendência e respeito de ambos os lados.

O filme está em cartaz na Mostra Panorama do Cinema Mundial do Festival do Rio.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here