Baseado no livro “Alan Turing: The Enigma“, de Andrew Hodges, “O Jogo da Imitação” conta a trajetória do matemático e cripto-analista inglês Alan Turing.
Tendo que decifrar, o mais rápido possível, os códigos da máquina alemã Enigma durante a Segunda Guerra Mundial, “O jogo da imitação” leva as telas a história de Alan Turing, o homem considerado o pai da computação moderna.
Num tempo em que ser homossexual era considerado um crime, Turing foi obrigado a se isolar como um mecanismo de defesa para sobreviver em meio à hostilidade.
Com uma narrativa não-linear, “O jogo da imitação” é um bom drama biográfico, capaz de envolver o espectador do começo ao fim. Cheio de momentos tensos, o filme possui alguns diálogos cómicos a fim de descontrair a projeção.
O roteiro de Moore e a direção de Tyldum fazem do filme um bom registro da sua trajetória. As boas atuações junto com a primorosas fotografia e direção de arte transformam  “O jogo da imitação” em um filme além das questões da guerra, é um filme sem dúvida alguma, sobre uma época onde as questões sexuais não eram aceitas.
O filme recebeu 8 indicações ao Oscar, incluindo Melhor Filme, Melhor Diretor e Melhor Roteiro Adaptado, além de indicações ao Globo de Ouro, BAFTA, SAG Awards.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here