Das ruas para as telas, a mostra Movimentos reúne obras do artista visual André De Castro sobre jovens manifestantes de diferentes nacionalidades
A CAIXA Cultural Rio de Janeiro apresenta, de 12 de agosto a 12 de outubro de 2015, a mostra Movimentos,do artista visual André De Castro. A exposição traz retratos e referências de jovens que participaram de manifestações democráticas no Brasil, em 2013, e também na Turquia, Grécia e Estados Unidos, formando um painel com 35 telas em serigrafia. No dia da abertura, haverá o lançamento de um catálogo bilíngue produzido pela Aeroplano Editora e Pratt Press.
O painel que compõe a mostra, iniciado em 2013 e em constante expansão, está sendo concluído nas exposições do Brasil com telas inéditas. A escolha da técnica não foi por acaso. O silkscreen, também conhecido como serigrafia, é associado a movimentos políticos históricos e a mitificação de personalidades, como Che Guevara, Marilyn Monroe e o presidente Barack Obama, por exemplo. A exposição na CAIXA Cultural traz ainda um texto inédito, bilíngue, do historiador Daniel Aarão Reis. 
Para reunir as imagens e referências de cada jovem, André De Castro manteve contato com os manifestantes pelo mesmo meio que eles utilizaram para organizar as passeatas na época: a internet.
“Busquei contato por hashtags, em grupos do Facebook e no Twitter. A grande maioria dos participantes é de jovens que estão sempre conectados, e assim que os identifiquei, conversei sobre o projeto e ​pedi a cada retratado que enviasse uma foto de rosto e respondesse a uma série de perguntas relacionadas ao movimento político de seu país e sua identidade, conta André, que não pretende, com seu trabalho, enaltecer heróis ou representantes dos movimentos, mas usar a técnica da serigrafia para valorizar o conjunto formado por indivíduos únicos. ​
A individual já foi exibida em Miami, durante a Art Basel; e em Nova York, na BKLYN Fair e na Opus Galery; e foi vista por cerca de 30 mil pessoas em Brasília e Belo Horizonte. Este ano, para dedicar-se à exposição Movimentos, aqui no Brasil, o artista transferiu seu estúdio para a antiga fábrica da Behring, no Rio de Janeiro.
O trabalho criado pelo artista também está disponível no site www.projectmovements.com  dando espaço para as pessoas interagirem, seja curtindo, comentando ou compartilhando.
Sobre o artista:
Nascido no Brasil, o artista visual André De Castro vive e trabalha ​​entre Rio de Janeiro e Nova York​. Em 2011, mudou-se para NY para cursar o Master of Fine Arts (MFA), na Pratt Institute e, desde 2013, mantém seu estúdio no bairro do Brooklyn e trabalha como diretor de arte na Saatchi and Saatchi.
Em 2009, André publicou seu primeiro livro Funk – que batida é essa, um conjunto de ilustrações que retratam o funk carioca, fruto do projeto de graduação na PUC (RJ). O artista venceu, em 2013, o prêmio ​Never Stop Never Settle, ​promovido pela Pratt Institute e Hennessy US​ com o projeto Movimentos.
SERVIÇO:
Exposição Movimentos
Entrada Franca
Local: CAIXA Cultural Rio de Janeiro – Galeria 2
Endereço: Av. Almirante Barroso, 25, Centro (Metrô: Estação Carioca)
Telefone: (21) 3980-3815
Abertura: 12 de agosto (quarta-feira), às 19h
Data: De 13 de agosto a 12 de outubro de 2015 (de terça-feira a domingo)
Horário: Das 10 às 21h
Classificação Indicativa: Livre
Acesso para pessoas com deficiência
Patrocínio: Caixa Econômica Federal e Governo Federal

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here