O ex-militar e mercenário, Wade Wilson enfim chega aos cinemas com uma obra bastante original.

Diagnosticado com câncer em estado terminal, Wade encontra uma possibilidade de cura em uma sinistra experiência científica que o tornará imortal . Recuperado, com poderes e um incomum senso de humor, ele se torna Deadpool. e tem como objetivo vingança contra o homem que destruiu sua vida.

O filme já começa com uma abertura sensacional digna de boas risadas! Com um roteiro irônico e cômico, cheio de referências cinematográficas nos diálogos, “Deadpool” conquista o espectador pela originalidade do diretor Tim Miller. A narrativa do filme também chama atenção pela forma que é apresentada pelo protagonista, o que agrada bastante.

A montagem e a trilha se encaixam muito bem, permitindo o espectador interagir com o filme, (se é que isso é possível).

Com ótimos ângulos de câmera nas sequências de ação e no chroma key (o famoso fundo verde), “Deadpool” é dinâmico até nos Efeitos Visuais. Tudo é muito bem coreografado!

Não há dúvidas que muita coisa foi feita em computação gráfica, tudo com muito senso de humor. 

Bom filme!


DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here