Bek (Brenton Thwaites) é um mortal pacato que se considera apenas mais um soldado, e que vive em um Egito ancestral dominado por deuses e forças ocultas. Quando o impiedoso Set (Gerard Butler), deus da escuridão, toma o trono da nação e mergulha a sociedade no caos, o jovem se unirá a outros cidadãos e com o poderoso deus Horus (Nikolaj Coster-Waldau), para formar uma expressiva resistência. 

“Deuses do Egito” é o mais novo blockbuster do momento. Cheio de Efeitos Visuais em cima da direção e roteiro exagerados, o filme é feito para agradar o público que não quer pensar, é entretenimento puro, cinema para comer pipoca e namorar.
O roteiro é centrado na luta do bem contra o mal,  não há nada de novo na velha estrutura que Hollywood adora vender. Falta originalidade, e haja computação gráfica e chroma key no filme, ora visualmente bonito, ora completamente superficial.

Baseado nos arquétipos da mitologia, o filme conta  com um elenco estelar de corpos sarados, que levará muita gente aos cinemas.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here