Nascido em 1935, o escritor, dramaturgo, jornalista, ator, palhaço e figura chave no teatro brasileiro, Plínio Marcos, completaria 80 anos em 2015 se estivesse vivo. Para celebrar a data, o ator Roberto Bomtempo estreia o monólogo “Plínio – A história do Maldito Bendito” no próximo dia 26, no Teatro Gláucio Gil, em Copacabana, onde ficará em cartaz de sexta a segunda às 20h, até o dia 28 de março.
 
Primeiro dramaturgo a colocar personagens que vivem à margem da sociedade como protagonistas, Plínio é autor de peças como “Barrela”, “Abajur Lilás”, “Navalha na Carne”, “Homens de papel”, “Quando as maquinas param”, “Dois perdidos numa noite suja”, “A balada de um palhaço”, dentre vários espetáculos importantíssimos para o nosso teatro.
 
O texto é inédito, baseado em diversos livros escritos pelo próprio autor e tem a dramaturgia assinada por Mauricio Arruda Mendonça.
 
Dirigido por Silvio Guindane, a peça conta com o humor implacável de nosso protagonista, este que sempre lhe foi peculiar, mesmo passando por diversas dificuldades em sua trajetória de vida e carreira.
 
Sinopse:
Passado nos últimos meses de vida do autor, a personagem Plínio Marcos faz um panorama de suas andanças pela vida, desde a sua infância em Santos, sua imersão no circo como o palhaço Frajola, suas primeiras peças, a constante censura em suas obras, filhos, casamentos, sua vida de camelô e principalmente seu eterno amor pelo teatro.
Serviço:
Plínio – A História do Maldito Bendito
Duração: 75 minutos
Temporada: 26 de fevereiro a 28 de março
Local:Teatro Gláucio Gill – Praça Cardeal Arco-Verde – Copacabana –
Horário: De sexta a segunda às 20h

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here