O humorista Renato Aragão será homenageado na estreia de Joias do Riso, cineclube de humor no Cine Joia-Copacabana, no dia 23 de junho, às 19h. Com a curadoria do crítico Rodrigo Fonseca, o evento exibe o clássico “Bonga, o Vagabundo” de 1971, em sessão-tributo ao mítico ator.

Para marcar a homenagem, o Joia resgata um dos clássicos de sua carreira “Bonga, o Vagabundo”. Dirigido por Victor Lima, o filme traz um dos personagens mais importantes da carreira de Renato Aragão, o malandro de rua Bonga, um herói pícaro maltrapilho, cuja esperteza para dar golpes é equivalente a seu carinho para dar afagos aos desvalidos. Ali estão elementos que influenciariam na consolidação da figura de Didi Mocó.

Na trama, Bonga tenta ajudar um amigo a encontrar uma noiva e satisfazer os desejos do pai do jovem, que quer ver seu filho casado. Mas, o golpe armado por Bonga vai envolver sua grande paixão, complicando os planos afetivos deste nosso Carlitos. No elenco estão Maria Cláudia, Neila Tavares, Jorge Dória, Ronaldo Canto e Melo e Orlando Drummond, um dos maiores dubladores do Brasil. A fotografia é de Antônio Gonçalves e a música traz composições de Sérgio Dizner.

Entre os mestres do humor responsáveis pela formação audiovisual do povo brasileiro a partir do cinema e da TV, poucos artistas tiveram tamanha importância na educação sentimental da infância e da juventude do país como Renato Aragão, midas das bilheterias, campeão de audiência, palhaço preferido do circo midiático nacional. No próximo dia 23, às 19h, sua trajetória de encantamentos pela estrada do imaginário será celebrada no Cine Joia-Copacabana, com a entrega de uma placa em tirbuto ao ator, em cerimônia que inaugura o Cineclube Joias do Riso. Idealizado pelo crítico de cinema Rodrigo Fonseca, o evento, quinzenal, é uma iniciativa do grupo Vila Cine com a meta de abrir um espaço de discussão sobre a comédia em nossas telas. Clássicos da gargalhada, de DNA verde e amarelo ou de origem estrangeira, serão projetados a cada 15 dias, seguidos de debate, com seus realizadores ou outros convidados, a fim de desmistificar as fórmulas da risada, discutindo a complexidade do gênero, como dramaturgia, como narrativa fílmica, como local de liberdades políticas e estéticas.

Para as próximas edições do Cineclube Joias do Riso estão previstas projeções de filmes com Marcello Mastroianni, Totò, Terence Hill & Bud Spencer, Bill Murray e outros gênios. Teremos ainda prés de produções nacionais com a presença de seus protagonistas e coadjuvantes. Tudo em nome do riso.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here