nina

Apague da mente a ideia de que show com drag quens é igual a “I will survive” em boate gay. Não que Nina Paola Bellohombre e Sara Lola Bemdeu não gostem disso, pelo contrário, adoram. Mas o trabalho da dupla explora uma outra vertente musical, que traz a delicadeza e a profundidade do sentimento das mulheres cantadas por Noel Rosa, Lupicínio Rodrigues, Dolores Duran, Maysa e outros ícones no samba-canção.

O show “Minhas Mulheres Tristes” é uma homenagem às mulheres que marcaram este gênero musical, que também ficou conhecido como fossa. “Essas mulheres cantaram suas tragédias com suas vozes potentes, ousavam ao dizer aquilo que não deveriam mencionar. Falavam de dores, traições, desesperos, angústias, vingança”, explica Sara, que é complementada pela parceira Nina: “O show busca levar o público a refletir sobre aspectos que repercutem nas questões do feminino na realidade social, religiosa e política atual”.

Sara e Nina vão além dos guetos LGBT para levarem seu trabalho a todas as partes e grupos sociais, a fim de trazer o debate como meio de modificar pensamentos. Com desejo de transformar, revelar e encantar, elas vêm em dose dupla. “Estejam sempre preparados, exagerem no pó de arroz, no batom, no lápis de olho e no rouge; e juntem-se a elas para virar o mundo de cabeça para baixo”, convoca Sara.

O repertório do show são sambas-canções e sambas das décadas de 40, 50 e 60 interpretadas por grandes divas como Dalva de Oliveira, Araci de Almeida, Linda e Dircinha Batista, Maysa, Dolores Duran e Linda Rodrigues. Os arranjos e interpretações trazem uma roupagem contemporânea. Guitarras distorcidas, violões e percussões compõe uma apresentação elegante, intimista, sedutora e potente.

Serviço:
Show “Minhas Mulheres Tristes”
Data: Quinta-feira, dia 14 de julho
Horário: 22h
Local: Bar Semente – Rua Evaristo da Veiga, 149 – Lapa – Rio de Janeiro
Reservas: contato@barsemente.com.br ou (21)2507-5188 ou 99781-2451
Couvert: R$40
Censura: 18 anos

Foto:  Nelson Faria / Divulgação 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here