Que Johnny Hooker é uma força vocal impressionante todos já sabem de ouvir seu disco, mas só indo a um show para ter noção do furacão que ele pode se transformar quando sobe no palco. Com uma presença única e uma grande teatralidade o cantor prendeu a atenção de sua plateia durante seu show de mais de uma hora e meia num dos locais mais disputados e prestigiados da cidade, o Circo Voador.

Com a casa muito cheia e vibrando a cada música, Johnny não faz um show, faz um verdadeiro espetáculo de música e performance para ninguém botar defeito.

O cantor trouxe seu disco “Vou Fazer Uma Macumba Para Te Amarrar, Maldito”, e abriu o show com a música homônima. De seu repertório pessoal trouxe ótimas canções como “Amor Marginal”,”Alma Sebosa”,”Chega de Lágrimas”,”Boato” e a meiga “Me Leve”. Com seu jeito extremamente sedutor e envolvente Johnny leva seus fãs a loucura cantando uma mistura de rock, samba e frevo, sempre regado com aquela famosa dor-de- cotovelo.

O compositor e cantor levou o público ao delírio com sua versão das canções “Back to Black” de Amy Winehouse, “Garçom” de Reginaldo Rossi e a homenagem ao cantor Prince, que era um ídolo para ele, cantando a belíssima “Purple Rain”.

Numa sintonia enorme com a plateia, todos cantavam e dançavam empolgados cada música, aproveitando a efervescência da casa que lhe recebia, Johnny deu um boa noite com a frase “Fora Temer”, o que ocasionou uma enorme salva de palmas e coro do público.

Após o fim do show, Johnny voltou e cantou à pedido do público as canções “Volta” e “Desbunde Geral”. Nesse show do cantor recifense no Rio, ele mostrou que veio para ficar na cena cultural da cidade, sempre muito bem recebido por seus fãs cariocas.

Após um breve intervalo foi a vez de Karina Buhr, a cantora trouxe seu novo álbum Selvática com músicas bem feministas no estilo Rock.

Karina subiu ao palco com uma placa da Anistia Internacional, que estava presente no Circo, com os dizeres “Diga Não a Execução, Jovem Negro Vivo”; e fez um breve posicionamento sobre o momento que enfrentamos onde muitos jovens negros são mortos pela polícia. Seguindo de um “Fora Temer”, onde mais uma vez o público explode em palmas e gritos.

Começando com a canção “Eu Sou Um Monstro”, a cantora já mostra para que veio, com uma enorme presença de palco, faz uma grande apresentação.

Com toda sua gritaria, musicalidade e rock n' roll cantou sucessos de seu novo disco como “Dragões”, “Conta Gotas” , “Esôfago” e “Cerca de Prédio”. Em “Alcunha De Ladrão”, Karina dançou segurando a placa de “Diga Não a Execução, Jovem Negro Vivo”, super condizente com a temática da música.

Em meio as canções, a cantora pediu pelo fim do racismo e pelo fim da violência contra mulher.

No fim do show a cantora trouxe a queridinha “Eu Menti Pra Você” , com toda a delicadeza que a canção pede, cantando em seguida, mais uma vez “Eu Sou Um Monstro”.

Em uma noite de boa música e muita empolgação, os fãs puderam aproveitar dois shows de excelentes cantores que se doam por completo no palco.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here