Dizem que as pessoas saem da prisão mudadas, mas Luke Cage mudou até demais. A nova série de super-herói da plataforma Netflix acompanha um homem que, falsamente acusado de um crime, é preso e utilizado em uma experiência científica. Porém, uma sabotagem causada por um carcereiro mal intencionado provoca efeitos colaterais irreversíveis: superforça e invulnerabilidade. Agora, Cage se libertou do cárcere e quer levar uma vida comum, mas a normalidade não o quer e o chamado pela ação o persegue aonde vai.

É fato que a Netflix tem acertado em suas apostas, e “Luke Cage” só endossa essa estatística. Com uma aprovação de 96% no Rotten Tomatoes, a série rapidamente se tornou um favorito, mesmo tendo estreado há apenas alguns dias. A história da aceitação de um herói se mistura aos fatos atuais do Movimento Negro, e a representatividade certamente contou pontos com o público. Os próprios produtores disseram terem escolhido o casaco de capuz como novo uniforme, deixando de lado a roupa amarela aberta do HQ original, como modo de homenagear Trayvon Martin, um jovem morto por policiais pela acusação de “parecer perigoso pelas roupas que usava”.

Pertencente ao mundo da Marvel e em companhia da Netflix, Luke Cage apresenta uma história clássica de jornada do herói. Ainda nos primeiros episódios, os fãs já se sentem animados por promessas de novas temporadas. E se Demolidor for algum indicativo, Luke Cage certamente seguirá o bom e velho caminho do heroísmo que não permite ao espectador largar o monitor até o último episódio.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here