mariasUma jornada pelo feminino através das festas marianas da América Latina. A diretora Joana Mariani viajou pelo Brasil, Cuba, México, Peru e Nicarágua acompanhando as festas das padroeiras desses países, todas Nossas Senhoras, observando as semelhanças e diferenças entre suas culturas e buscando vozes com grandes histórias para contar. O resultado é um filme singular que demonstra que a figura de Maria é maior que qualquer religião.

Rodado entre 2009 e 2013 em viagens pelo Brasil, Peru, Nicarágua, Cuba e México, o filme traz também o retrato da identidade dos países, que uniram suas raízes locais às influências dos colonizadores europeus e dos escravos africanos, em um sincretismo não só religioso, mas também cultural e social.

Com um trabalho minucioso na pesquisa, o documentário Marias retrata o simbolismo e o poder do feminino, representado pela fé e devoção à Nossa Senhora na América Latina. Da veneração do milagre à indentidade das Marias, todas as Marias, sejam elas quais forem, santas ou não. Mulheres de fé, poderosas nas palavras e na força do nome.

Reunindo depoimentos de personagens que carregam Maria na vida e no nome próprio, o documentário busca respostas para o questionamento: Por que para tantas pessoas, Maria tem tanta importância? ‘Marias’ se propõe a dar várias respostas, abrindo assim a conversa sobre os valores femininos e a valorização deles nos tempos atuais.

Marias trata também das diferenças de fé e religiosidade, como esses elementos conseguem restaurar a alma, através do olhar poderoso de uma santa.

O filme surgiu de uma constatação: temos 24 países na América Latina, e todos eles tem como padroeira Maria,” relata a diretora Joana Mariani, que percorreu o continente e visitou várias festas dedicadas à Padroeira Maria.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here