Longa capa preta, um olhar penetrante, um par de presas afiadas e a eterna sede por sangue. Todos esses elementos caracterizam aquele que talvez seja o maior dos monstros da cultura popular. Quando o escritor irlandês, Abraham Stoker, escreveu o célebre livro “Drácula” em 1897 muitos se esqueceram que sua inspiração encontrava raízes sólidas em um individuo real, o antigo príncipe da Valáquia, Vlad tepes ( Vlad, o Empalador).

Até então a lenda de Vlad era muito conhecida pela Europa oriental, principalmente nas localidades da Romênia (onde se localiza a Transilvânia) e na Moldávia, por ter sido o responsável pela contenção do avanço muçulmano sobre o continente europeu no século XV. Ao mesmo tempo seu nome vem acompanhado de um sentimento de terror pois o mesmo era muito famoso por seu sadismo e modos de tortura. Dentre eles havia a preferência pelo empalamento, aonde os corpos ficavam posicionados em frente do castelo para que os inimigos o temessem.

Até o ano de 1992, nenhum diretor havia assumido de fato a missão de retratar esse capitulo mais realista da lenda do famoso vampiro. Até então a referência sobre o personagem era a versão estrelada por Bella Lugosi em 1931. Foi só então que o famoso cineasta Francis Ford Coppola (O Poderoso Chefão) decidiu realizar sua própria produção, visando tornar toda a historia real envolvendo Vlad como parte da construção do protagonista.

O ator britânico Gary Oldman fora escolhido para protagonizar a produção, devido a sua experiência com personagens de moral duvidosa. Para dar vida ao personagem, o ator ficaria embaixo de um determinada quantidade de próteses e maquiagem, além de um figurino pesado. Mais tarde o filme levaria o Oscar de melhor figurino, maquiagem e efeito sonoro.

“Drácula de Bram Stoker” é a história real fundida à lenda do personagem, em um clima gótico e pesado. O assinante que busca um bom suspense não se decepcionará com esse grande filme dirigido por um diretor maior ainda.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here