Na Zona Norte do Rio, Thomas Edison da Silva mora com os pais, a avó e o gato. Aos nove anos de idade, ele tem a mente fervilhando de ideias, sempre inventando engenhocas de todos os tipos. Seu pai, o eletricista Edison da Silva, tem como ídolo um dos maiores inventores de todos os tempos: o norte-americano Thomas Alva Edison (1847–1931). Ao batizar o filho, fez uma homenagem ao cientista na esperança que o menino trilhasse os mesmos passos do xará famoso. “Thomas e as Mil e Uma Invenções” é o novo musical infantil idealizado pela atriz, produtora e autora Vanessa Dantas. Com direção de Fabianna de Mello e Souza e direção musical de Tim Rescala, a peça estreia em 21 de abril, no Oi Futuro, onde fica em cartaz até 10 de junho (sábados e domingos, às 16h).

 A história se passa na casa da família Silva, no Grajaú, Zona Norte do Rio, onde Thomas Edison da Silva, o Thominhas (Hugo Kerth), mora com o pai, Seu Edinho (Gabriel Stauffer), a mãe, Dona Nancy, a avó, Dona Madá (as duas interpretadas por Letícia Medella), e o gato de estimação, Petit Gâteau. No porão da casa fica o “Laboratório de Coisas Geniosas”, onde as invenções de Thominhas ganham vida, como a árvore de chiclete com sabores exóticos e o ideômetro – uma espécie de capacete com uma lâmpada que acende quando surge uma ideia. Na escola, Thominhas é convidado para a festa de aniversário de Marion, menina por quem ele é apaixonado e, coincidentemente, irmã gêmea da melhor amiga dele, Mina (ambas interpretadas por Thais Belchior). Ele é desafiado por Marion a presenteá-la com uma invenção eletrizante e terá apenas uma semana para criar algo incrível para conquistar o coração da garota dos seus sonhos – mas as coisas não vão sair exatamente como ele esperava.

Durante uma semana, Thominhas vai pesquisar e inventar engenhocas de todos os tipos, mas todas serão um fiasco. Na parede do laboratório, um retrato de Thomas Alvas Edison ganha vida e salta para a cena. A visita imaginária do grande inventor mostra ao menino que é preciso persistir para alcançar seus objetivos: como ele mesmo dizia, “o gênio é 1% de inspiração e 99% de transpiração.” A partir desse momento, uma tela de cinema desce no palco e um curta-metragem produzido especialmente para a peça conta a vida do cientista. Esse encontro mágico amplia os horizontes de Thominhas e o faz perceber a possibilidade de trilhar novos caminhos.

Acompanhados da banda formada por Daniel Ganc (violão), David Ganc (flauta), Léo Pereira (cavaquinho) e Oscar Bolão (percussão), os atores interpretam ao vivo as treze canções originais criadas por Tim Rescala. Vanessa já tinha trabalhado com o diretor musical em “Blim-Blem-Blom” (2013) – uma rádio novela sobre música clássica na rádio MEC FM. “Na época, disse a ele que, quando eu fizesse um espetáculo inédito, o chamaria para fazer as músicas”, lembra a idealizadora. “As canções do Tim foram fonte de inspiração para mim. Foi uma troca mágica construir a dramaturgia junto com ele”.

 SERVIÇO
Espetáculo: “Thomas e As Mil e Uma Invenções”
Temporada: 21 de abril a 10 de junho de 2018.
Local: Oi Futuro (Rua Dois de Dezembro, 63 – Flamengo).
Dias e horário: Sábado e domingo, às 16h.
Sessões com libras nos dias 12/05 e 02/06.
Sessão com audiodescrição no dia 26/05.
Ingressos: R$ 20 (inteira) | R$ 10 (meia).
Classificação: Livre.
Duração: 70 minutos.
Bilheteria: Terça a domingo, das 14h às 20h.
Venda pela internet: www.ticketplanet.com.br

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here