Kevin Costner é um advogado alcoólatra que acaba perdendo a mulher, anos depois de perder a única filha. Os dois criavam, juntos, a neta Eloise (Jillian Estell), já que a mãe da menina morreu no parto. Enquanto luta com sua dor, ele recebe a visita inesperada da avó paterna da garota, Rowena (Octavia Spencer), que exige que a neta seja criada pelo pai, Reggie (Andre Holland), um viciado em drogas, cuja negligência faz Elliot culpá-lo pela morte de sua filha. Agora, os avôs de Eloise vão entrar em uma luta pela guarda dela.

Preto e branco é um drama familiar que aborda o racismo entre as classes sociais, conta com uma direção sensível e competente, além das ótimas atuações. Cabe à Kevin Costner protagonizar o drama de forma contundente. O viúvo, cada vez mais solitário, bebe cada vez mais,  para amenizar a dor. Já Octavia Spencer dá um ar mais cômico, com o intuito de aliviar o drama, ao mesmo tempo que incorpora o drama à obra, interpretando Rowena, uma mulher que não tem mais nada a perder. A pequena Jillian Estell rouba a cena em meio a esses dois monstros em cena. Com carisma e talento de sobra, Jillian conquista o espectador durante todo o processo.

Preto no Branco pode até ser  o tipico drama de tribunal, mas tem tudo para conquistar o espectador pela história emocionante e sensível.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here