Com linguagem cênica e poética,”Aboio” reflete questões de espaço e territorialidade e cria pontes entre o semiárido brasileiro e o semiárido ibérico,  a música flamenca e a música brasileira, entre a linguagem gestual flamenca e a linguagem contemporânea, retratando um universo sem fronteiras, híbrido, popular e nacional.

O canto triste típico dos vaqueiros do nordeste brasileiro, de origem moura, serve de ponto de partida para o percurso de três bailarinas flamencas. Partindo de um lugar nômade compreendido como lugar de fluxo, de deslocamento incessante, Aboio expõe os paradoxos deste lugar de impermanência e suas implicações em nossa relação com a terra: as fronteiras entre o pertencimento e o não pertencimento, o transmutável e o imutável, o permanente e o efêmero, lançando a pergunta: para que servem as fronteiras?

Serviço:
ABOIO – espetáculo de dança e música flamenca
15 e 16 de Fevereiro – sexta e sábado – 20h
Local: Sala Municipal Baden Powell – Sala dos Espelhos (Av. Nossa Senhora de Copacabana, 360 – Copacabana)
Classificação indicativa: Livre
Duração: 60 minutos

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here