O Maestro Ricardo Rocha, da Cia Bachiana Brasileira, faz única apresentação na Série Desafios Musicais, no CCJF, sobre a Grande Missa em Si Menor de Johann Sebastian Bach e o lado oculto do artista que morreu sem nunca tê-la ouvido por completo.Tida como a obra mais importante da história da Música até o início do século XX, a palestra com filme abordará as diversas singularidades desta missa em latim escrita por um luterano, com o Ordinarium completo da liturgia católica e seu Credo apostólico do século IV. Ela retrata Bach como um caso excepcional de barroco protestante, cuja estética atua com a representação do sagrado da antiga mística da tradição apostólica, expressa em simbologia numérica.

Neste próximo sábado, dia 23 de fevereiro haverá a apresentação da Grande Missa em si menor, de J. S. Bach (1685-1750), obra na qual ele investiu os últimos 25 anos da sua vida, num projeto pessoal e sem encomenda. Morreu sem nunca tê-la ouvido por completo. Tida como a obra mais importante da história da Música até o início do século XX, a palestra com filme abordará as diversas singularidades desta missa em latim escrita por um luterano, com o Ordinarium completo da liturgia católica e seu Credo apostólico do século IV. Ela retrata Bach como um caso excepcional de barroco protestante, cuja estética atua com a representação do sagrado da antiga mística da tradição apostólica, expressa em simbologia numérica.

Por fim, ao escrever na última página: “Essa obra é o meu testamento como músico e como cristão, numa declaração só”, Bach nos deixa, como uma carta à posteridade, a expressão de um coração ecumênico que ansiava pela reconciliação da Igreja e sua tradição apostólica, cultura repelida pelo protestantismo.

Roteirizada e filmada por Olivier Simonnet na Catedral de Notre-Dame, contou com a Ensemble Orchestral de Paris, os solistas Ruth Ziesak e Joyce Di Donato, sopranos; Paul Agnew, contratenor; Daniel Taylor, tenor, e Dietrich Henschel, baixo, sob a regência de John Nelson, a partir dos concertos de 27 e 30 de março de 2006, em Paris.

Serviço:
Série DESAFIOS MUSICAIS sobre Johann Sebastian Bach e a Grande Missa em si menor
Centro Cultural Justiça Federal, CCJF (Av. Rio Branco, 241 – Centro)
Dia 23, sábado, 15 horas

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here