Uma colcha de retalhos, em que cada pedaço de pano recortado simboliza uma memória de Antonio Abujamra. Assim que a tradicional companhia Os Fodidos Privilegiados define o espetáculo “Abujamra Presente”, uma homenagem ao diretor, que esteve à frente do grupo por dez anos. A curta temporada será de 19 a 29 de abril no Teatro Dulcina, no Centro do Rio. É um retorno às origens: o coletivo carioca foi residente do espaço de 1991 a 2000.

“Abujamra Presente” tem direção de João Fonseca – diretor oficial desde 2001, e que foi assistente de Abu (como era carinhosamente conhecido). Em cena, estão 19 atores da companhia original. O trabalho desvenda o espírito provocativo de Abujamra, que criava jogos de cena durante os ensaios, que resultavam em verdadeiras coreografias cênicas. As referências passam por “Um certo Hamlet”, “Tudo No Timing”, “As fúrias”, “O casamento” e “Auto da Compadecida”.

A homenagem foi montada especialmente para a exposição sobre a vida e a obra de Abu, chamada “Rigor e Caos”, no Sesc Ipiranga, em São Paulo, e logo depois fez parte da Mostra 2019 do Festival de Curitiba. O elenco sobe ao palco com o ator e músico André Abujamra, filho do mestre que antes assinava a trilha sonora da companhia. Guta Stresser e Dani Barros são alguns dos nomes que estão em cena.

Os atores vestem camisolas estampadas com o rosto de Abu – criação de Nello Marrese, que também assina o cenário. A feição gravada no vestuário alude às marcas que o artista deixou em seus discípulos. “Abu é um mestre, e está gravado na vida e no trabalho de cada componente do grupo. Era um gigante que fez história no teatro do Brasil e do mundo”, pontua o diretor João Fonseca, que também escreveu o roteiro da peça.

Serviço
“Abujamra Presente”
De 19 a 29 de abril – de sexta a segunda, às 19h
Teatro Dulcina (Rua Alcindo Guanabara 40, Centro)
Classificação indicativa: 14 anos

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here