24 horas! Esse é o tempo determinado – e limitado – que as mulheres têm para realizar mil atividades entre casa, trabalho, estudo e ainda equalizar tudo com a vida social e religiosa, sem perder a sua essência no processo, mas isso é possível? É justamente esse o tema escolhido pela cantora gospel de maior sucesso no Brasil e agora escritora, Eyshila Santos, para o seu novo livro que já está disponível nas melhores livrarias do país.

São 16 capítulos, divididos em quatro partes recheadas de reflexões, depoimentos e dicas práticas para que as mulheres se mirem em exemplos e exercitem a sua capacidade de criar caminhos e vencer batalhas, organizando e elencando prioridades e buscando na conexão espiritual o combustível necessário para transpor as adversidades e ousar ter fé e se apoiar na fé a todo momento.

A primeira parte, intitulada CAMINHO, traça o perfil da mulher moderna e provoca a reflexão não apenas sobre o papel feminino na sociedade, mas principalmente sobre como pode ser nocivo esse conceito de ‘supermulher” que tem sido amplamente reforçado e que, muitas vezes, não abre espaço para que a mulher respire, se perceba, se coloque em primeiro lugar e exercite sua espiritualidade como forma de se colocar em equilíbrio em meio ao turbilhão de afazeres e imposições.

A segunda parte do livro, que recebeu o título de BATALHA traz algumas reflexões profundas vividas pela escritora e por outras mulheres que tiveram suas vidas marcadas por situações complexas, em que até as verdades mais absolutas são confrontadas em momentos de dor e perda.

PLANO DE DEUS é o título da terceira parte do livro, que discorre sobre como é possível enxergar o toque divino em meio às lutas e frustrações e como esse olhar mais sensível, permite que a mulher se sinta em paz para enfrentar perdas e equilibrar a fé com os lados emocional e racional.

Na quarta e última parte do livro, MULHER VIRTUOSA, MULHER DE VITÓRIA, Eyshila fala sobre o ideal e o real da mulher virtuosa que com a bussola da fé ajustada consegue superar qualquer obstáculo ou desafio.

“Neste livro, mais que uma simples dissertação sobre um tema que tanto tem se falado que é o empoderamento feminino, meu propósito é o de levar a mulher a se colocar novamente no centro das suas emoções, se perdoando quando preciso, se confrontando quando necessário, se entendendo e se permitindo, sempre. Situações acontecem sem que tenhamos controle e, principalmente para a mulher que, via de regra, vive com as rédeas da família nas mãos, essa falta de controle provoca um sentimento de desamparo, de interrupção de um plano, que pode provocar marcas profundas, mas para essas mulheres eu digo: as dores não devem ser vividas, elas devem ser vencidas, mirando no alto, entendendo e aceitando os processos, vivendo um dia de cada vez e buscando a presença de Deus a todo momento”, revela Eyshila.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here