Um dos serial killers mais perigosos dos anos 1970, Ted Bundy ganha as telas do cinema, narrada  pela sua então namorada, Elizabeth Kloepfer. A cinebiografia que traz grandes atuações não deixa por menos, com um roteiro documental e zero romantização.

Baseada no livro “The Phantom Prince: My Life with Ted Bundy” escrito pela ex-namorada Elizabeth Kendall, a obra independe do sangue e da violência para chocar. Dirigido por Joe Berlinger, o filme segue a linha uma narrativa linear, sem flashbacks, contada pelos olhos ingênuos de Elizabeth, o que, espertamente, coloca o espectador na corda bamba do julgamento, seria Bundy culpado ou inocente? Essa técnica usada faz com que você se envolva ainda mais ainda com a obra, o que é ótimo! Esse é provavelmente, o intuito de Berlinger documentar com um olhar de fora, sem julgamentos.

Se você é aquela pessoa que julga Zac Efron pelas más escolhas e péssimas atuações, esqueça! O ator assume de fato Ted Bundy em uma irresistível faceta com carisma e perversidade no papel do terrível assassino Ted Bundy. John Malkovich, Kaya Scodelario e Haley Joel Osment  também estão no elenco em papeis menores, porém cumprindo bem suas funções e em ótimas atuações.

Ted Bundy assombrou os Estados Unidos entre os anos 1974 e 1978 devido ao seu envolvimento em mais de 30 mortes brutais de jovens estudantes. Sua culpa era inquestionável, mas ainda assim a figura de Ted dividiu opiniões, pois ao mesmo tempo que existia o repúdio uma legião de admiradoras surgiu.

 

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here